Tem Medo de Choques?

Quando um ponto está mais carregado do que outro ponto, e alguma coisa liga os dois pontos fazendo circular a corrente para que os dois pontos fiquem com a mesma carga, essa “alguma coisa” leva um choque elétrico.

Com certeza, a maioria de nós já encostou em alguém, em uma torneira, em um registro de chuveiro ou abriu a porta de um carro e levou um choque.

Pois é, esse “alguma coisa” foi um de nós que serviu de caminho para a eletricidade, o contato com pontos de potenciais diferentes permite uma troca de cargas elétricas até a estabilização das cargas.

Esse tipo de choque não causa maiores danos, mesmo porque a corrente gerada é muito baixa, e choques “pequenos” são comuns no inverno, quando são usadas roupas de lã sintética, material que mantém carga elétrica.

Se a pessoa anda sem calçados, essa corrente é liberada aos poucos e não chega a ser percebida, pois não há acúmulo, mas se a pessoa está com um calçado com sola de borracha, ela acumula maior carga, pois a borracha é isolante.

É interessante, é até pode ser constrangedor, pois um simples aperto de mão em outra pessoa que não tem a mesma carga estática pode fazer com que ambas sintam um leve choque, é que o excedente de carga em uma das pessoas passa para a outra.

O mesmo princípio acontece quando encostamo-nos a um carro, se estivermos com acúmulo de carga elétrica, ao tocarmos na porta do automóvel também sentimos o choque, pois o carro acumula carga ao se movimentar.

Mas, é preciso que fique claro que o choque não é o mesmo para todo mundo, uns podem sentir o choque com maior intensidade e dor do que outras pessoas expostas a uma mesma corrente e tensão.

A explicação é a resistência do circuito e até mesmo a parte do corpo que foi exposta ao choque.

Isso é facilmente explicado, pois se encostar um dedo em uma tomada, o choque é bem maior do que se o contato for com a mão, pois na mão, por ser uma área maior, há uma maior dispersão.

Mas não é só isso, cada pessoa apresenta uma resistência diferente, pois cada pessoa é composta por proporções diferentes de tecidos que formam o corpo.

O valor mínimo de corrente que uma pessoa pode percebe é 1 mA (miliampère), com corrente de 10 mA a pessoa perde o controle dos músculos, e fica muito difícil abrir as mãos para se livrar do contato.

O valor de corrente que pode matar está entre 7 mA e 3 Ampères, dependendo se a corrente é contínua ou alternada, os efeitos variam de pessoa para pessoa, e a fatalidade também está diretamente ligada ao tempo em que a pessoa fica sentido o choque.

Acesse o Canal Ibytes no Youtube
Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

BLOQUEADOR DE ANUNCIOS DETECTADO!

Detectamos que você está usando uma ou mais extensões para bloquear anúncios.

Por favor, coloque www.ibytes.com.br na lista de permissões.

Nossos anúncios não são invasivos e a renda com os anúncios é destinada a pagar hospedagem e demais custos para manter um site visível na rede mundial de computadores.

E você deve ficar sabendo de algo que os criadores de bloqueadores de anúncios não informam, mas ele capturam seus dados, sua localização, suas preferências e tudo mais relacionado a você e vendem essas informações para terceiros.

Ou você acha que eles trabalham de graça? A motivação é obter seus dados para comercializar.

www.ibytes.com.br não captura informações de seus usuários, apenas exibe anúncios como forma de pagar parte das despesas relacionadas ao site.

Veja aqui nossa política de privacidade.

Caso você prefira, existe a possibilidade de navegação sem anúncios com acesso pago, caso tenha interesse, escolha uma das opções abaixo:

Para contato direto com responsável pelo website Ibytes e pelo do canal Ibytes no Youtube através do Telegram, clique nesse link.

Para contato direto com responsável pelo website Ibytes e pelo do canal Ibytes no You Tube através do WhatsApp, clique nesse link.

Assuntos que não tem nada a ver com os assuntos do website Ibytes e do Canal Ibytes no Youtube, serão sumariamente ignorados.