Repetidor Sinal Celular

As operadoras de telefonia exploram as grandes cidades onde a quantidade de telefones usados é grande e o retorno financeiro é garantido, mas nas áreas de poucos consumidores não há interesse das operadoras, então é disponibilizado um sinal de péssima qualidade, e o usuário que precisa de comunicação acaba tendo que arcar com as despesas de repetidores de sinal celular, principalmente na área rural.

A função de um repetidor do sinal de celular é repetir e amplificar o sinal de uma ou mais operadoras de telefonia celular, o sinal é captado através de uma antena externa e repetido por uma antena interna ou externa, esse item depende do alcance desejado, o objetivo final é melhoria da qualidade da ligação telefônica e da transmissão de dados.

ibytes_repetidor_celular

Antes de comprar um repetidor de sinal de celular, é preciso saber detalhes referentes a alguns itens:

1) Existe algum sinal a ser amplificado no local onde é desejado amplificar os sinais?

A pergunta parece óbvia, mas por desconhecimento, ansiedade ou por outros motivos, há quem compre amplificadores de sinal de celular sem se preocupar com esse detalhe.

2) Qual a frequência do sinal do qual é pretendida a amplificação?

Esse item é outro item fundamental para o sucesso do objetivo desejado, pois cada operadora opera em uma faixa de frequências, e para ser mais exato, a frequência de transmissão não é a mesma da recepção, é esse detalhe que possibilita que os dois interlocutores possam falar ao mesmo tempo.

O que se vê é vendedores de equipamentos vendendo produtos que tem um determinado objetivo, mas tecnicamente pode dar certo ou pode frustrar o consumidor.

Um exemplo prático de frustração anunciada é um anúncio de um amplificador de sinal de 850 a 2100 MHz.

Sabendo das características das antenas e o quanto são importantes na captação e transmissão não dá para acreditar que uma banda tão larga de frequências possa ser amplificada por uma antena, obviamente que em alguma faixa o sinal terá uma resposta melhor.

O certo é adquirir o equipamento de acordo com a frequência de operação da operadora na região onde é desejada a amplificação.

Só para constar, o tamanho do comprimento da onda da rádio frequência de 850 MHz é igual a 35,3 centímetros, com base no tamanho da onda é obtido o tamanho do elemento irradiante, que é igual a 8,4 centímetros, levando em conta que a antena seja de ¼ de onda.

Com as mesmas referencias a respeito da antena, ou seja, ¼ de onda, mas para a frequência de 2100 MHz, o comprimento da onda é igual a 14,3 centímetros, nesse caso o elemento irradiante deve ser igual a 3,4 centímetros.

Como alguém quer me convencer que uma diferença tão absurda no tamanho da antena não causa diferença de ganhos? Enganam alguns, mas não a todos, e tem mais detalhes, siga lendo.

3) O equipamento de tal marca e tal modelo apresenta ganhos da frequência tal até na frequência tal, serve para todas as operadoras de telefonia.

É só propaganda para vender, se não bastasse a diferença brutal no tamanho das antenas, há também o problema de acoplamento capacitivo e indutivo, como sabemos, os capacitores apresentam maior ou menor resistência dependendo da frequência que circula por eles.

Na frequência de 850 MHz um capacitor de 1.000 pF (1 KpF) tem uma reatância capacitiva de 0,0000001872 ohms.

Na frequência de 2.1GHz um capacitor de 1.000 pF (1 KpF) tem uma reatância capacitiva de 0,0000000758 ohms.

Observe a diferença absurda no valor da resistência de um capacitor em função da frequência de operação, e mesmo que a antena desse amplificador de sinal para celular coincida com a frequência da operadora, o amplificador de sinal em si não trará ganhos, a não ser que ele também tenha a sintonia para a frequência da operadora.

Na prática um amplificador de sinal de celular com uma banda tão larga de amplificação é aperiódico, ou seja, não tem sintonia, então vai amplificar pouco ou nada.

4) Qual a área de cobertura do amplificador de sinais para celular?

Independente de marca ou características, a área de cobertura varia de acordo com o ambiente de aplicação.

É preciso levar em conta que cada um dos itens necessários para a instalação são importantes, desde a antena externa até a antena interna, bem como os itens de fixação, cabeamentos e conectores.

Não importa se o objetivo é amplificar os sinais de telefonia numa pequena área com sinal fraco ou com sombra de cobertura, que pode ser desde um subsolo ou estacionamento, ou em região de alto movimento e pequena escala, ou quem sabe uma grande área rural.

Em qualquer situação, para amplificar o sinal de celular, o sinal captado pela antena externa deverá ser o melhor possível, e obviamente que deve haver sinal, o amplificador não terá utilidade nenhuma se o sinal da antena externa não for suficiente.

Existem características que devem ser observadas da hora de adquirir qualquer equipamento, e como citei acima, a antena e suas frequências são detalhes que não devem ser ignorados.

A frequência de trabalho de um repetidor é basicamente determinada pelas características de entrada, e a qualidade e possibilidade de sucesso podem ser definidas apenas olhando as faixas de frequências de trabalho, no caso vou exemplificar um aparelho da banda de 1800 MHz.

Transmissão de 1710 MHz a 1785 MHz (Up link)

Recepção de 1805 MHz a 1880 MHz (Down link)

Ganho de transmissão:  60dB

Ganho de recepção:  65db

Potência de transmissão: 10 dbm

Recepção a 10 dbm com cobertura de até 50 metros quadrados.

Deve-se sempre levar em conta a que a área de cobertura tem relação direta a potência e varia de acordo com a antena interna e outros detalhes técnicos.

Então, num kit amplificador e repetidor de sinal celular de 1800 Mhz, o repetidor de sinal celular deve possuir a função de amplificar o sinal móvel captado através de uma antena externa.

Com uma instalação bem feita, com uma potência de saída de 20 dbm, o amplificador pode cobrir uma área de 500 a 1000 metros quadrados, mas é preciso uma antena externa bem ajustada e aperfeiçoar ao máximo os meios de transmissão.

Para quem tem pouco conhecimento nesse tipo de instalação, seria interessante adquirir o equipamento instalado e funcionando, assim, alguém com prática deixaria tudo instalado e funcionando.

O problema é que geralmente o local de instalação é em região afastada, o que dá motivo para a desculpa que não há como ir lá, ficando a instalação por conta de leigos no assunto.

Postagens relacionadas
  • O Tamanho da Onda da RF
  • Antenas de Várias Bandas?
  • Direcional Para 5.8 GHz
  • Teste de Módulos de RF
  • Módulos de RF 433 MHz
  • Celular Nos Confins
  • Posts mais acessados
  • Teste de Bateria (39217)
  • Gerador Números Celular (30036)
  • Antena Para Celular (29045)
  • Amplicador 60 W RMS (21358)
  • Os Gatos & Dúvidas (19724)
  • Utilize a busca para encontrar o tema de seu interesse.
    Pense no meio ambiente antes de este link.