Parâmetros das Antenas

A medida mais comum para expressar o ganho de uma antena na frequência acima de 1Ghz é dBi (dB isotrópico) e não é raro que o i seja desconsiderado ou esquecido, mesmo sendo importante.

A realidade é que uma antena isotrópica não pode ser fabricada nos dias atuais, mas o uso do calculo tem grande utilidade, pois se compararmos várias antenas com o mesmo valor básico de 0 dBi (zero dBi) também podemos comparar todas antenas entre si, mas com o valor dB só é possível comparar a antena dentro do mesmo sistema.

Quando o assunto é antenas e ganho de antenas, são tantos os detalhes envolvidos que dá para ficar horas e horas escrevendo e o assunto não seria esgotado, por isso é bem interessante que se tenha uma boa noção do que é e como é formada uma onda eletromagnética.

Entre os detalhes envolvidos estão a largura e direção da área atingida pela irradiação de uma antena com seu ganho máximo a meia potência, é o chamado lóbulo de irradiação, que tem como medida seu ângulo de abertura e seu sentido de direção, e que pode ser horizontal ou vertical.

Os principais parâmetros de uma antena são a resistência de radiação, o diagrama de radiação, a diretividade, o ganho, a polarização, a abertura efetiva, a impedância de entrada e a largura de banda.

O ganho depende da diretividade e de seu rendimento ou eficiência de transmissão, e o que determina a capacidade de transmissão de uma antena é a potência em watts.


Para receber notificações sobre atualizações no Website Ibytes e atualizações do Canal Ibytes no Youtube, entre no grupo clicando nesse link ( Telegram ).