Semáforo Com LEDs

Contam os livros de história que o primeiro semáforo foi criado por J. P. Knight, que era um engenheiro especialista em assuntos ferroviários, e assim, em 10 de dezembro de 1868 foi “colocado” para funcionar na parte externa do parlamento britânico em Westminster (Londres) o primeiro semáforo.

O primeiro semáforo tinha dois braços móveis que eram acionados quando cabos eram movidos a partir de uma torre, era muito parecido com o dos sinais que regulavam o trânsito ferroviário na época, no semáforo tinha duas lâmpadas de gás com uma luz vermelha e outra luz verde.

A instalação e a utilização do semáforo não teve existência longa, o motivo da retirada foi um acidente em 2 de Janeiro de 1869, onde o semáforo explodiu e provocou a morte de um policial, note que o sistema funcionava a gás.

O semáforo foi retirado e até agosto de 1914 não se voltou a instalar um semáforo, o que veio a acontecer em Cleveland, onde foi instalado um semáforo que é considerado o primeiro semáforo com o aspecto dos semáforos atuais.

A invenção do semáforo elétrico com duas cores é atribuída a Lester Wire, um polícial e inventor de Salt Lake City.

O semáforo é um equipamento utilizado para controlar o tráfego de veículos e de pedestre nas médias e grandes cidades em quase todo o planeta.

A linguagem utilizada é uma linguagem simples e por isso é de fácil assimilação por todos, até os mais “tansos” entendem a linguagem, embora se façam de tolos.

Um semáforo dos atuais instalados nas cidades é composto geralmente por três círculos de luzes coloridas, a razão das três cores serem universalmente aceites é muito simples.

* O vermelho representa na natureza uma cor de aviso, significa alarme ou perigo, muitos animais se utilizam da cor vermelha para “espantar” os seus inimigos, e o vermelho tem o mesmo significado para os seres humanos, isto se
deve-se ao fato de o vermelho ter um grande comprimento de onda e alcançar rapidamente os olhos.

Veja que a luz azul é de curto comprimento de onda e por isso não chama tanto a atenção dos olhos, parecendo uma cor mais discreta.

De maior contraste com o vermelho é a cor verde, que é a sua cor oposta, na teoria das cores é citado que o vermelho e o verde são complementares, pois num disco de cores estão diametralmente dispostos.

O amarelo é uma cor que foi adicionada mais tarde nos semáforos, depois da cor vermelha e da cor laranja é a cor que tem o maior comprimento de onda, e com a sua ajuda foi possível proporcionar ao tráfego maior informação do que a simples
ordem de passar ou parar.

Além disso, em todos os países onde o semáforo é utilizado a luz vermelha está acima ou à esquerda, para que também possa ser interpretada por aqueles que têm alguma deficiência na visão (daltonismo) para o vermelho e o verde.

O significado das cores de um semáforo é o seguinte:

Verde: Indica que o cruzamento está livre para passagem.

Amarela Indica que a passagem está prestes a ser fechada, geralmente o amarelo só é usado para o tráfego de veículos.

Vermelho Indica que a passagem pelo cruzamento está impedida.

Em alguns locais a luz amarela pode também servir para indicar que a passagem está quase sendo aberta, ou seja, pode surgir em ambos os sentidos de transição vermelho-verde e verde-vermelho.


Até aqui foi só esclarecimento e um pouco de história, agora vamos tratar do circuito
eletrônico do semáforo.

No circuito do semáforo nada de especial, é utilizado um CI do tipo 555, nos testes utilizei um LM 555 na configuração de astável, onde tem a frequência determinada pelo capacitor de 47 uF e pelos dois resistores de 27K, os dois resistores de 27K determinam quanto tempo cada sinal fica aberto, podem ser alterados para outros valores, ou serem colocados dois trimpots ou dois potênciomêtros e ajustar conforme o gosto de cada um.

O circuito integrado da família CMOS CD 4017 é de uma versatilidade incrível, e desta vez, usando recursos internos desse CI, foi elaborado este circuito, na verdade, o CI 4017 é um contador de clocks e sequenciador luminoso.

Os pinos de saída de sinal do 4017 não são em ordem numérica, e nesse circuito devem ser protegidos por um diodo do tipo 1N4148, este circuito prevê o uso de seis diodos 1N4148.

A saída luminosa é formada por três LEDs, um LED vermelho, um LED amarelo e um LED vermelho.

Os resistores são todos de 1/8 de watt, estando tudo certo, não existem ajustes a serem feitos para que o circuito funcione conforme descrito, é só ligar e pronto, pode ser que, dependo do gosto de cada um, seja necessário ajustes no tempo em que cada LED fica aceso, nos testes, ficou 1m35 para o vermelho e também para o verde.

O circuito proposto é para fins educativos, por isso não prevê a inversão de cores, mas isso você mesmo pode fazer ligando um LED vemelho e um LED verde juntos nas duas saídas, e colocar os LEDs dispostos de forma a ficarem invertidos.

O amarelo não sei, mas acho que serve para ficarmos prestando atenção em nosso trânsito cada dia mais violento, pois a cada dia podemos ver mais motoristas, motoqueiros e ciclistas irresponáveis, a cada dia também podemos ver mais pedestres e ciclistas que não se importam nem com a própria vida, o que dirá se importar com a vida dos outros.

O esquema do circuito está na figura abaixo, cuidado para não ser atropelado pelo soldador.

Pense no meio ambiente antes de este link.
 
  Compartilhar Link no Facebook
 
Utilize a busca para encontrar o tema de seu interesse.