Ligações Indevidas ?

Quantas vezes você já teve que parar o que estava fazendo para receber ligações que não lhe dizem respeito e que atendem a interesses de empresas de telemarketing ou de empresas de cobrança?

Pois é, eu perdi as contas, e a minha irritação não é porque estou almoçando e tenho que interromper o almoço ou porque estou conversando com alguém e atendo o telefone, mas o teor da ligação é de interesse de terceiros, é porque sou eu quem pago a transferência de chamada.

Eu uso o siga-me, então para atender uma ligação onde eu estiver meu telefone fixo transfere a ligação para o meu celular, e sou eu quem pago por essa transferência de chamada.

Imagine o valor da conta no final do mês se eu receber 5 ligações por dia, só de ligações que interessa a terceiros dá mais de R$ 150.00, não é justo, e infelizmente as operadoras não oferecem um serviço de bloqueio de chamadas recebidas.

Mas, como é que descobrem meu número? Alguém informou meu número como referência? Eu tenho certeza que não, pois para compras não autorizo a ninguém a usar o meu número para deixar recados ou para servir de referência, e se autorizar alguém, dou um número particular não divulgado.

Um dia desses, era cedinho, eu ainda estava “em paz” e alguém ligou procurando por uma pessoa que não conheço e que nunca, em tempo algum, autorizei que usasse meu número telefônico para qualquer finalidade.

Então fui induzindo a operadora do outro lado da linha a me contar como é que eles chegam aos números da gente, e por mais chatas que possam se tornar as ligações de interesse de terceiros, o funcionamento é simples.

O método serve para vendas ou para procurar devedores, e não tem como escapar, principalmente se o número estiver bastante tempo com a pessoa, ou empresa.

Como eles fazem? Eles tem um número com um endereço, mas a pessoa se mudou ou deu endereço errado no ato da compra, então eles começam uma varredura pelos números nas proximidades, e se por coincidência ou maldade mesmo for um número de algum comércio, daí ferrou de vez, imagina só um número de tele entrega com 15 anos de praça, é o meu caso.

E chega-se a um ponto em que a paciência termina, já desliguei demonstrando minha insatisfação, já explodi dando as maiores broncas, e até já convidei atendentes masculinos e femininas para ir ao motel, mas não deu resultado.

Por isso mudei a minha estratégia, agora além de informar que as pessoas procuradas não existem ou não foram autorizadas a usar meu número, passei a difamar os números que ligam enchendo o saco e perturbando a minha paz, pois uma vez é aceitável, depois disso passa a ser abuso.

Mudei a atitude porque analisando bem, são apenas funcionários seguindo ordens, a empresa que os contrata é que é a responsável, existem vários métodos de cobrança ou de oferta de produtos, e não são pessoas que nada tem a ver com situações ou problemas dos outros que devem ser incomodadas.

Já que toda empresa deve ter uma boa imagem, difamar com fatos verdadeiros é uma boa arma, pois se a empresa se achar no direito de reclamar do “difamador” colocará em público a atitude.

Em todo caso, é preciso ter bom senso antes de sair publicando nas redes sociais perturbações e constrangimentos, publique somente a verdade, se possível, mantenha a gravação da ligação, pois pode haver questionamentos futuros, além disso, você mesmo poderá citar em outras oportunidades que tal fato já ocorreu antes.


Para receber notificações sobre atualizações no Website Ibytes e atualizações do Canal Ibytes no Youtube, entre no grupo clicando nesse link ( Telegram ).