Pol. Reversa do Diodo

O diodo polarizado reversamente, passa uma corrente elétrica extremamente pequena, (é chamada de corrente de fuga).

Se for aumentando a tensão reversa aplicada sobre o diodo, chega um momento em que atinge a tensão de ruptura (isso varia muito de diodo para diodo) a partir da qual a corrente aumenta sensivelmente.

Salvo o tipo de diodo feito para tal, os diodos não podem trabalhar na região de ruptura.

Veja abaixo o gráfico completo: