Reforçador de Sinal de Radiofrequência


Um reforçador de sinal de radiofrequência para esses mini transmissores automotivos é uma necessidade real, já que a potência é muito baixa.

Esses transmissores FM que são usados com cartão de memória com milhares de músicas são usados para evitar conexões físicas com os sintonizadores de FM automotivos, em sua maioria, mas nada impede que os sintonizadores domésticos também capturem o sinal de rádio, o problema é o alcance.

Pensando nisso resolvi desenvolver a minha própria etapa de potência para reforçar a etapa de de saída, já que a potência original é em torno de 5 miliwatts.

Com 5 miliwatts o alcance não passa de dois metros, e sintonizadores pouco sensíveis tem que praticamente encostar o transmissor no receptor.

Na internet tem muita coisa, muitas porcarias, muitos circuitos que um vai copiando do outro e redistribuindo como se fosse seu, mas, a quase totalidade simplesmente não funciona, e quando funciona, o rendimento não é nada do que é descrito.

Um pouco deve ser ansiedade em obter status é o que leva uma pessoa a ficar espalhando circuitos que não funcionam, mas comigo não tem perdão quando uma revista publica um circuito que não funciona, e olha que revistas conceituadas fizeram o desfavor de publicar muitos circuitos que simplesmente não funcionam.

Por isso, aviso que se for compartilhar ou redistribuir o esquema abaixo, cite a fonte, ou seja, a versão original foi publicada aqui no Ibytes.

Bem, em primeiro lugar, o circuito a seguir não é para ser montado e nem usado em cidades, o alcance médio é de 300 metros, portanto não é permitido, é permitido para experiências apenas transmissões cujo alcance não passe dos 50 metros.

Em sítios não vai causar interferências, e nem alguém irá denunciar por transmissão clandestina, em todo caso, a responsabilidade é do montador, o circuito é o que é mostrado na imagem abaixo.

O circuito foi testado com um transmissor de FM automotivo com 5 miliwatts, um modelo bem simples, o circuito amplifica para 280 miliwatts, o alcance foi de 310 metros em linha reta sem obstáculos e de 230 metros com casas e árvores entre o transmissor e o receptor, como antena foi usado um pedaço de fio rígido com 80 centímetros.

Ao contrário dos transistores tradicionais, como citei acima, vão copiando e espalhando, por isso não há inovação, então usei transistores que utilizo nos meus projetos de UHF, percebi que em frequências em torno dos 100 MHz é mais difícil de polarizar corretamente, por isso optei por uma solução de polarização ajustável.

Um trimpot vai polarizar corretamente cada transistor de forma independente, assim o ganho aumenta e não há nenhum calor jogado fora, tanto é que nem precisa colocar dissipador de calor.

A fonte tem que ser de 5 volts, estabilizada e com ótima filtragem, os capacitores devem ser de disco cerâmico, os resistores são de ? de watt, exceto R1 e R4, que devem ser de ½ watt.

L1 deve ser montada pela interessado, são 5 voltas de fio AWG 30 sobre forma de 7 milímetros, o núcleo é de ar, o comprimento é de 8 milímetros.

L2 são 4 voltas de fio 30 AWG sobre forma de 7 milímetros, o núcleo é de ar, o comprimento é de 6 milímetros.

O transistor 2SC 3752 é SMD, NPN para SHF, o transistor BFG 591 também é SMD e NPN e para USHF, por isso a placa de circuito impresso pode ser confeccionada para montagem em superfície.

A antena é um pedaço de fio rígido de 80 centímetros, nada impede de instalar uma antena externa, mas não fiz testes com antena externa, me dei por satisfeito, por isso não vou mostrar resultados com antena externa.

Uma vez feita a montagem, antes de instalar o circuito dentro de uma caixa metálica, é preciso fazer os ajustes, que são simples, mas é bom ter equipamentos de medição.

Se você só tiver um receptor de FM para fazer os ajustes, pode demorar um pouco, o ideal é ter um analisador de espectro, na falta, um medidor de potência servirá, ou até um rádio que tenha o tal s-miter servirá.

Deixe os VR1 e VR2 virados para o lado onde a parte central do VRs seja zero volt.

Ligue o transmissor, veja qual a frequência e sintonize o receptor na mesma frequência.

Ajuste VR1 até a metade do curso, ajuste também VR2 até metade do curso, agora o receptor já estará recebendo o sinal.

Para obter o máximo de potência é preciso afastar o receptor do transmissor, e ir fazendo os ajustes, sem equipamentos apropriados, prepare-se para fazer um bom exercício até obter o maior alcance.

Com instrumentos apropriados basta regular para o máximo de potência e sair para conferir até onde é o alcance.

Boa sorte.


Para receber notificações sobre atualizações no Website Ibytes e atualizações do Canal Ibytes no Youtube, entre no grupo clicando nesse link ( Telegram ).