Ondas de Rádio no Início

As invenções como telefone, o fonógrafo, o microfone, o circuito elétrico sintonizado e as ondas de rádio abriram caminho para a criação de um novo meio de comunicação para o final do século.

A comunicação através das ondas de rádio, seja por voz ou por vídeo, oferece a possibilidade de acesso no tempo e no espaço, e atualmente pode ser comunicação longa, ao contrário dos tempos antigos onde era exigido do editor de um programa de linguagem coloquial, sintética e disposta em frases curtas e bem claras.

Segundo livros de história, a primeira transmissão radiofônica do mundo foi realizada em 1906, nos EUA por Lee de Forest em caráter experimental com o objetivo de testar a válvula tríodo como componente de amplificação eletrônica.

Em 1907 Forest transmitiu programas musicais para a cidade de Nova York, sendo uma das primeiras transmissões comerciais conhecidas e reconhecidamente com audiência, mesmo sendo experiências.

Em 1921 com o desenvolvimento das ondas curtas surgiu a possibilidade de transmissões internacionais.

Por ocasião do Centenário da Independência do Brasil, em 1922 foi inaugurada a radiodifusão brasileira com a primeira transmissão realizada no Rio de Janeiro.

Em 1922, nos EUA surgiu a primeira emissora comercial, chamava-se WEAF, foi criada pela companhia telefônica Telegraph and Telephone Company (a atual AT&T).

No Brasil, a primeira emissora foi a Rádio Sociedade, no Rio, fundada por Roquette Pinto e Henrique Morize.

Não havia televisão, sem utras alternativas, foi a época do auge do sucesso desse meio de comunicação, a chamada Era do Rádio.

De 1930 a 1950 o rádio viveu sua chamada era de ouro, sendo o principal meio para divulgação de informações de todo tipo.


Para receber notificações sobre atualizações no Website Ibytes e atualizações do Canal Ibytes no Youtube, entre no grupo clicando nesse link ( Telegram ).