De Onde Vem a Corrente

Desde os tempos da idade da pedra que se fazem comparações entre objetos e situações para fixação do tema que está sendo citado, no caso da eletricidade e do fluxo da corrente se tornou comum fazer comparação com uma bomba que faz a água circular pelos canos. No caso da bomba a água está armazenada em um depósito, mas no caso do gerador, de onde vem ou onde estão armazenados os elétrons para que o gerador possa fazer a circulação deles é uma pergunta que tem sido feita com frequência.

Também poderia ser perguntado de onde vem a água que fica no reservatório, e será que alguém saberia responder a origem da água?

Tanto a água quanto a corrente elétrica precisam de caminhos para se movimentar, no caso da água, para chegar até um reservatório alguém vai ter que levar até lá, ou uma bomba encher a caixa e depois a água desce pelos canos usando a lei da gravidade.

No caso da corrente elétrica não é diferente, mas não será a lei da gravidade que impulsionará a corrente elétrica, mas sim a força de atração ou repulsão que atua em duas cargas elétricas proporcionais.

Vamos supor que temos duas cargas elétricas da mesma intensidade separadas em um metro de distância, e exatamente ao centro, ou seja, aos 50 centímetros um ponto espera por uma das cargas elétricas, é nesse momento que a intensidade da força que atua nas duas cargas elétricas.

O centro que espera pelas cargas elétricas tem força proporcional ao produto dessas duas cargas, isto é uma consequência direta do critério usado para a medida das cargas.

A intensidade da força que atua em duas cargas elétricas iguais é inversamente proporcional ao quadrado da distância entre as duas cargas, isso foi descoberto por Coulomb, que demonstrou em suas experiências.

Assim como podemos levar a água até um reservatório e a gravidade se encarregar de fazer com que ela desça pelos canos, podemos fabricar geradores e “prender” a enorme quantidade de elétrons e prótons que existem na natureza e fazer com que eles fiquem num reservatório, e a partir desse reservatório ser distribuído para consumo.

No que diz respeito a movimentação das cargas elétricas, elas são regidas pela leis da atração e repulsão, sabemos que quando as cargas se movem deixam espaços vazios, e nesses espaços vazios novos cargas, mas de polaridade oposta tomam o espaço e assim sucessivamente.

Como sabemos, as cargas iguais se repelem e as cargas diferentes se atraem, e a força com que as cargas iguais se repelem depende da intensidade dessas cargas.

Assim, uma carga positiva que se move, faz com que uma carga negativa de igual intensidade também se mova e essa movimentação permanece até que o caminho da corrente elétrica seja interrompido.

Acesse o Canal Ibytes no Youtube
Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

BLOQUEADOR DE ANUNCIOS DETECTADO!

Detectamos que você está usando uma ou mais extensões para bloquear anúncios.

Por favor, coloque www.ibytes.com.br na lista de permissões.

Nossos anúncios não são invasivos e a renda com os anúncios é destinada a pagar hospedagem e demais custos para manter um site visível na rede mundial de computadores.

E você deve ficar sabendo de algo que os criadores de bloqueadores de anúncios não informam, mas ele capturam seus dados, sua localização, suas preferências e tudo mais relacionado a você e vendem essas informações para terceiros.

Ou você acha que eles trabalham de graça? A motivação é obter seus dados para comercializar.

www.ibytes.com.br não captura informações de seus usuários, apenas exibe anúncios como forma de pagar parte das despesas relacionadas ao site.

Veja aqui nossa política de privacidade.

Caso você prefira, existe a possibilidade de navegação sem anúncios com acesso pago, caso tenha interesse, escolha uma das opções abaixo:

Para contato direto com responsável pelo website Ibytes e pelo do canal Ibytes no Youtube através do Telegram, clique nesse link.

Para contato direto com responsável pelo website Ibytes e pelo do canal Ibytes no You Tube através do WhatsApp, clique nesse link.

Assuntos que não tem nada a ver com os assuntos do website Ibytes e do Canal Ibytes no Youtube, serão sumariamente ignorados.