Boato Sobre WhatsApp

Não vai mais poder usar o WhatsApp não passa de mais um boato criado por quem quer chamar a atenção para si, é normal surgir boatos a respeito da utilização de aplicativos de internet, mas alguns são realmente de dar prêmios aos seus criadores.

Para quem tinha dúvidas, ficou muito claro que é possível fazer com que as ligações de voz entre telefones móveis ficassem muito mais barato, se o WhatsApp não serve para mais nada (não é o caso), pelo menos serviu para colocar em polvorosa as operadoras, tanto é que irão questionar na justiça.

Calma, nada de se preocupar, as mensagens de texto, vídeos e voz gravada não serão afetadas, o alvo são as ligações de voz, por isso vou escrevo sobre essa parte.

Não sou advogado de ninguém, mas apesar das operadoras afirmarem que há o uso impróprio de uma linha de celular, e pela qual as empresas de telefonia pagam tributos e o WhatsApp usa sem pagar nada, entendo que há um grande erro de interpretação. 

A operadora presta um serviço de conexão, e, digamos que aluga sua estrutura em favor do usuário para este utilizar seus serviços mediante pagamento, só que o número da linha telefônica não pertence a nenhuma operadora, pertence ao usuário, tanto é real que é possível portar o número para a operadora que mais lhe convier a qualquer momento.

A troca de operadora é chamada de portabilidade, e quando é comprado um chip novo, o usuário já está pagando pelo direito de utilizar a banda de rádio frequência de uma estação móvel, quem é rádio amador sabe muito bem o que é uma taxa do fistel, ou seja, a licença para usar uma faixa de frequências autorizada para rádio amador.

Mesmo assim, há operadoras que cobram pela portabilidade e pelo chip, portanto, o chip que identifica o usuário não pertence a nenhuma operadora, o chip tem um código que habilita uma linha telefônica numa operadora, e somente por solicitação do usuário até o momento em que ele decida, e o usuário paga pelos serviços de voz e de acesso à internet.

A comunicação através da voz usando o aplicativo WhatsApp no Brasil é bem recente, mas já causou impacto enorme no faturamento das operadoras, apesar da péssima qualidade dos acessos à internet fornecidos pelas operadoras, é por esse motivo é que existe o berreiro.

Mas que fique claro que apesar do número de telefone ser o identificador do usuário, todo o processo de comunicação no aplicativo, mesmo que seja por voz, acontece através do pacote de dados de internet (pois é VoIP) e não por meio de pacote de voz, a ironia é que o pacote de dados é fornecido pela operadora.

Talvez a solução fosse bloquear o aplicativo WhatsApp, seria ir na contra mão, e também entraria em questão o direito do consumidor, faz muito tempo, mas a Vivo bloqueava o trafego de dados dos usuários do Skype, mas o bloqueio não durou duas semanas.

No que diz respeito a associação do número do telefone do usuário e não um login e senha, nada impede de o próprio usuário optar por divulgar seu número, a chamada por voz iria acontecer da mesma forma que acontece hoje, ou seja, ligando dois Smatphones que usam como meio de transporte de dados a internet.

Quem conhece e usa o aplicativo Zeelo sabe que é identificado através de um endereço de e-mail (ou apelido), mas que vai impedir de ao invés de eu colocar um apelido eu coloque como identificação o número da minha linha telefônica?

É obvio que a discussão pode durar algum tempo, mas a única coisa que poderá ser suspensa é a comunicação por voz, só que nesse caso, as operadoras VoIP também poderiam estar na mira das operadoras de telefonia celular.

Mas pensando bem, talvez a falta de visão clara a respeito da qualidade do tráfego de dados é que o sucesso do WhatsApp é algo sem descrição, que mesmo com uma internet de má qualidade, consegue fazer as operadoras se juntarem para tentar derrubá-lo, o que definitivamente, não vai acontecer.

Acesse o Canal Ibytes no Youtube
Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

BLOQUEADOR DE ANUNCIOS DETECTADO!

Detectamos que você está usando uma ou mais extensões para bloquear anúncios.

Por favor, coloque www.ibytes.com.br na lista de permissões.

Nossos anúncios não são invasivos e a renda com os anúncios é destinada a pagar hospedagem e demais custos para manter um site visível na rede mundial de computadores.

E você deve ficar sabendo de algo que os criadores de bloqueadores de anúncios não informam, mas ele capturam seus dados, sua localização, suas preferências e tudo mais relacionado a você e vendem essas informações para terceiros.

Ou você acha que eles trabalham de graça? A motivação é obter seus dados para comercializar.

www.ibytes.com.br não captura informações de seus usuários, apenas exibe anúncios como forma de pagar parte das despesas relacionadas ao site.

Veja aqui nossa política de privacidade.

Caso você prefira, existe a possibilidade de navegação sem anúncios com acesso pago, caso tenha interesse, escolha uma das opções abaixo:

Para contato direto com responsável pelo website Ibytes e pelo do canal Ibytes no Youtube através do Telegram, clique nesse link.

Para contato direto com responsável pelo website Ibytes e pelo do canal Ibytes no You Tube através do WhatsApp, clique nesse link.

Assuntos que não tem nada a ver com os assuntos do website Ibytes e do Canal Ibytes no Youtube, serão sumariamente ignorados.