Inversores e Frequência

Mais um vídeo publicado no canal Ibytes Brasil, e o tema abordado é Montadores de Inversores de Tensão Talvez Não Observam Características do Aparelho Alimentado.

Segue a transcrição do áudio:

Minhas cordiais saudações para quem acompanha o canal Ibytes Brasil, meu nome é Pedro, e essa é mais uma publicação que espero que seja útil para os amantes e curiosos do mundo da eletrônica.

Antes de continuar agradeço a todos os inscritos do canal Ibytes Brasil por terem acompanhado o canal durante o tempo que o canal existe.

Também agradeço a todos que se empenharam de alguma forma para o canal chegar a 10.000 inscritos até 31 de dezembro, era uma meta, que só foi alcançada com a ajuda de todos.

Dito isso, feliz 2022 a todos, vamos em frente!

Se você costuma montar inversores de tensão, talvez não tenha observado um detalhe que é muito interessante e também importante, esse detalhe é o tema desta postagem.

Bom, você que monta inversores já montou aquele inversor top, super potente e ligou algum equipamento para testar o inversor e depois seu equipamento deu defeito sem uma causa aparente?

Pois é, isso é devido a frequência de certos tipos de inversores, e antes de alguém comentar que não tem nada a ver, vou falar de uma forma que seja fácil de entender.

Se você monta um inversor, retifica e filtra a tensão gerada por esse inversor, é porque você vai usar essa tensão contínua em algum aparelho, nesse caso a frequência e a forma de onda do inversor não tem importância.

Os problemas acontecem quando a frequência de saída do inversor é diferente, geralmente muito acima da frequência para a qual foi projetado determinado tipo de equipamento.

Um exemplo prático que os youtubers gurus da eletrônica não falam é o que acontece depois da ligação de uma lâmpada de LED a um inversor, isso não é uma crítica a ninguém, mas é uma constatação.

Então, eu tenho um inversor que gera 220 volts, com frequência em torno dos 60 hertz, a forma de onda não tem muita importância nesse exemplo, e eu vou alimentar um dispositivo diretamente com a tensão gerada pelo inversor.

A capacidade corrente, ou seja, a potência nesse caso só é relevante se a corrente exigida pela carga não for suficiente, no caso, pode ser uma lâmpada de LEDs, então a frequência e o nível de tensão são relevantes mas a potência não é nesse momento.

Como exemplo, aqui vou usar uma lâmpada de LEDs projetada para funcionar com até 220 volts, mas com 150 volts ela já acende, no que diz respeito à frequência, de 50 hertz a 200 hertz não causa nenhum estrago.

Mas se você ligar essa mesma lâmpada de LEDs em 220 volts com frequência maior que 1 KHz, e deixar um tempo essa lâmpada ligada, ela vai para o lixo em pouquíssimo tempo, e no máximo, alguns LEDs poderão ser reaproveitados.

Você acha que aquele seu aparelho que foi projetado para funcionar com tensão bi volt com frequência de 60 hertz vai durar se você usar um inversor de 20 KHz para alimentar esse aparelho?

Quero deixar bem claro que em nenhum momento fiz referência à potência do inversor, pois a potência é a capacidade de fornecer a corrente necessária para que o equipamento a ele ligado funcione.

A potência não estraga equipamentos, se meu aparelho consome 100 watts e meu inversor pode fornecer 400 watts, sobram 300 watts para outros equipamentos serem ligados no mesmo inversor.

Todo equipamento que funciona com tensão alternada vem com uma etiqueta indicando o nível da tensão e a frequência dessa tensão, obviamente porque o equipamento foi projetado para funcionar de acordo com a tensão e a frequência indicadas.

O conteúdo desse post foi inspirado numa conversa com meu irmão Enio, a troca de ideias, informações e experiência levou à conclusão que aquelas indicações de tensão e frequência que existem nos equipamentos devem ser respeitadas.

Se você tem alguma opinião sobre o conteúdo desse vídeo e gostaria de compartilhar essa opinião, utilize o campo dos comentários.

Se você quer ajudar no crescimento do canal, deixe seu like e compartilhe o link desse vídeo nos grupos e nas redes sociais.

Se você já é inscrito no canal eu agradeço, se ainda não é inscrito e quer acompanhar as publicações futuras, inscreva-se, e marque o sininho para receber todas as notificações, não deixe de ativar todas as notificações.

Até a próxima publicação.

Acesse o Canal Ibytes no Youtube