Redes de Telefonia

Nesse texto o tema é o funcionamento da telefonia celular, nada técnico, apenas como funciona, mas trago informações que serão úteis em montagens futuras aqui no canal.

 

Para fazer montagens eletrônicas, é preciso saber identificar componentes eletrônicos, saber ler esquemas, saber soldar, saber testar componentes, enfim, saber ao máximo sobre o segmento que vai fazer montagens.

 

Como o foco aqui é montagens relacionadas à telefonia celular, será preciso conhecer a parte teórica e funcional da telefonia celular. 

 

Um aparelho celular é basicamente uma estação de rádio móvel que funciona através de um sistema de comunicação sem fio que é dividido em células.

 

Cada Célula é uma estação rádio-base com um sistema de rádios, repetidoras e antenas dimensionadas de tal forma que permite a cobertura de uma área específica, e essa área específica é chamada de célula.

 

Em cada célula também está instalada uma Central de comutação celular, podemos dizer que essa central de comunicação é uma central telefônica digital com funções específicas para o sistema móvel celular.

 

Nessa central telefônica existe um banco de dados que identifica o número de telefone do usuário na rede, o que possibilita a tarifação, e tudo mais relacionado ao número da linha telefônica, é um sistema complexo.

 

Como todos sabem, o uso do telefone celular tornou a comunicação entre as pessoas muito mais fácil, aliás, hoje não se fala mais em aparelho celular, se fala em smartphone.

 

São ligações, mensagens de texto, mensagens de áudio, mensagens de vídeo, uma movimentação incrível utiliza ondas eletromagnéticas nos espectros de radiofrequência para fazer o sistema de telefonia funcionar.

 

Nos dias atuais, eu diria que 90% das coisas que funcionam dependem da radiofrequência, mesmo assim, ninguém se dá conta disso.

 

Todo aparelho celular, seja ele simples ou sofisticado, tem um funcionamento parecido, a diferença é que um dispositivo sofisticado executa mais funções e pode utilizar mais serviços disponíveis numa rede de telefonia.

 

Mas no que diz respeito ao funcionamento na rede de telefonia, se é um aparelho com muitos recursos ou poucos recursos não faz muita diferença.

 

A rede de telefonia é formada por células, em cada célula existe uma estrutura que se comunica com os celulares que estão dentro do raio de alcance da respectiva célula.

 

A cada 10 segundos, um sinal é enviado do celular para alguma célula da área de cobertura, a estrutura dessa célula decodifica esse sinal e manda um sinal de volta com um aviso que está disponível para se conectar, tanto para receber ligações quanto para fazer ligações ou para acessar a internet.

 

A rede de telefonia é complexa e inteligente, se o celular não conseguir se comunicar com uma célula ele vai tentar se comunicar com outra célula.

 

E vai fazer tentativas com outras células até que em todas as células da área de cobertura sejam feitas tentativas de conexão, se não conseguir conexão com nenhuma célula, surge o aviso: sem sinal, ou seja, está fora da área de cobertura.

 

No que diz respeito a células, são estações de rádio com receptores, transmissores e repetidoras de sinais, e podem usar frequências de várias bandas e várias tecnologias.

 

Atualmente existem pelo menos onze bandas e pelo menos 5 tecnologias que são usadas pelas operadoras.

 

Cada célula pode usar uma ou mais bandas e uma ou mais tecnologias, e estas células são instaladas em locais estratégicos para que as transmissões tenham o máximo de alcance.

 

Mesmo porque, as frequências usadas pelas redes de telefonia, na prática, não passam da linha de visada, é como se a gente dissesse que a comunicação só acontece porque uma antena pode ver a outra.

 

A gente consegue se comunicar com o mundo porque as células são ligadas entre si através de repetidoras de sinais, mas o alcance das transmissões das redes de telefonia, em geral, são bem curtas.

 

Uma célula é chamada de estação rádio base, ou simplesmente ERB, e pode estar instalada em qualquer local que tenha uma boa visada, claro que os locais altos são os preferidos, pois o alcance é a linha do visual humano.

 

No que diz respeito às tecnologias, cada tecnologia pode usar a mesma frequência que outra tecnologia usa, nada impede, depende da regulamentação vigente.

 

Atualmente, no início de 2021, as tecnologias disponíveis usam pelo menos 11 bandas de frequências compartilhadas entre as tecnologias e as operadoras de telefonia.

 

No caso da telefonia, várias tecnologias podem utilizar o mesmo espectro, as tecnologias mais rápidas utilizam faixas do espectro e a comunicação e o transporte de dados será mais rápido quando for usada tecnologia mais rápida.

 

No que diz respeito a frequências utilizadas, as operadoras omitem as verdadeiras frequências, talvez seja por motivos de segurança.

 

Eu afirmo que a banda de 850 MHz não é exatamente em 850 MHz, esse é só um exemplo que vale para todas as bandas, e vou provar no que estou dizendo em textos que vou publicar ainda.

 

Várias informações técnicas são sonegadas aos usuários das redes de telefonia, o que dificulta inclusive na compra de repetidores de sinais e na compra de antenas.

 

Os serviços podem ser de voz e de dados independente da frequência utilizada, e conforme já disse, atualmente as estruturas das operadores são compartilhadas.

 

Portanto, estamos falando de celulares e redes de telefonia com tecnologia que poucos técnicos sabem realmente como funciona.