Ibytes Web Site

Controvérsia TV a Cabo

Quando escrevi o texto com o título compartilhe TV a Cabo não imaginei que poderia ter repercussão assim tão rápido, recebi mais críticas do que elogios, enfim, mas não mudo meu ponto de vista e volto ao assunto com muito mais detalhes e argumentos.

Gostando ou não as condições são bem claras e são informadas antes da assinatura do contrato de serviços, portanto ninguém tem o direito de reclamar com o argumento que desconhecia o conteúdo dos pacotes, principalmente do pacote com plano básico ou dos pacotes diversos.

Pagando uma assinatura de um plano básico talvez não exista o direito de instalar vários pontos, uma vez que o contrato de serviços disciplina essa questão, mas, e se existirem falhas de segurança, porque não?. Além disso, as propostas do texto mencionadas não instruíram a praticar nenhum ato ilegal, no caso da sugestão do Y o que existe de fato é uma divisão de sinal, isso consta no contrato?

Se foi omitido em contrato é porque não estava prevista a restrição, ou passou despercebido, os puritanos dirão que pode não ser ilegal mas é imoral, aí surge a pergunta em relação ao que é moralmente condenável ou não, o que é legal ou o que é ilegal, quem tem razão ou quem não tem, além disso, surgem questões que no mínimo geram opiniões diferentes sobre o mesmo assunto, vamos ver alguns exemplos que podem fazer comparações claras e objetivas com a assinatura de TV a cabo:

Quando a concessionária de luz deixa a luz pendurada no poste da sua casa, você paga pela quantidade de tomadas?

Claro que paga, mas é preciso começar a usá-las, em outras palavras só será pago a mais na conta de energia se plugar um aparelho, assim que ele for ligado começa a contagem do consumo de energia em KW, simples como enganar uma criança.

Não existe interesse na conferência porque vai ser cobrado pelo consumo, assim não tem a menor importância se vai usar 100 tomadas, se vai existir 3 fogões elétricos ou dois ou mais chuveiros.

Quantos de nós temos uma extensão do telefone e pagamos por mais pontos?

A resposta é não, mas também não é possível realizar mais de uma ligação ao mesmo tempo.

Quando a empresa fornecedora de água faz a ligação na nossa casa ela conta quantas torneiras ou quantos chuveiros estão instalados?

Da mesma forma que no exemplo do telefone a resposta é NÃO, pelo simples fato que a companhia de fornecimento de água vai cobrar pela quantidade que é consumida.

Da mesma forma, a companhia de gás não tem interesse em conferir se temos apenas um ou dois aquecedores, porque a cobrança vai ser feita pela quantidade de gás consumida.

Quando escrevi o TEXTO informei que é legal aquele tipo de procedimento, não informei métodos ilegais para retirar sinal de TV a cabo, é uma dica para uma alternativa, no que diz respeito a retransmitir com vídeo-link para todos televisores da casa, isso vai depender do alcance do transmissor.

É preciso ter em mente que se forem puxados 15 pontos de TV a cabo, no caso, de sinal não codificado, é óbvio que vai ser possível fazer a sintonia de canais diferentes em cada aparelho de TV, isso é ilegal.

O mesmo não acontece com a utilização de um vídeo-link, pois a sintonia é feita em apenas um ponto, e os demais pontos sintonizarão o canal que está sendo transmitido, para sinais codificados ficaria inviável usar o decoder e transmitir canais diferentes, fica claro que não existe ilegalidade neste procedimento.

É preciso deixar bem claro que surgem controvérsias justamente porque as empresas de tv a cabo desenvolveram um modelo de negócios esdrúxulos, e o consumidor, geralmente desprovido de conhecimentos técnicos, não tem outra alternativa a não ser pagar.

Com os outros tipos de serviços é diferente, se consome mais, paga mais, se quer ter 3 TVs diferentes em casa, cada uma sintonizando um canal diferente, obviamente tem que pagar mais por isso, o problema são as regras obscuras, e no contrato diz alguma coisa sobre o modo de captar o sinal? Qual tipo de aparelho? Pode ou não gravar? Ah, não pode? Sim, dentro de minha casa não posso gravar a programação para assistir em outro momento?

Assim vamos chegar ao ponto que para ir ao banheiro teremos que pedir autorização para a companhia de esgoto, de água e até a companhia de luz, é preciso é fazer como fazem algumas empresas de acesso a internet, com acesso e tráfego ilimitado cobra um valor pré-estabelecido, em outros planos cobram pela quantidade de dados trafegados ou por tempo de conexão, e não me venham companhias de TV a cabo dizer que isso não é possível, tecnicamente é possível sim, é apenas uma questão de boa vontade.

Acesse o Canal Ibytes no Youtube
Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

BLOQUEADOR DE ANUNCIOS DETECTADO!

Detectamos que você está usando uma ou mais extensões para bloquear anúncios.

Por favor, coloque www.ibytes.com.br na lista de permissões.

Nossos anúncios não são invasivos e a renda com os anúncios é destinada a pagar hospedagem e demais custos para manter um site visível na rede mundial de computadores.

E você deve ficar sabendo de algo que os criadores de bloqueadores de anúncios não informam, mas ele capturam seus dados, sua localização, suas preferências e tudo mais relacionado a você e vendem essas informações para terceiros.

Ou você acha que eles trabalham de graça? A motivação é obter seus dados para comercializar.

www.ibytes.com.br não captura informações de seus usuários, apenas exibe anúncios como forma de pagar parte das despesas relacionadas ao site.

Veja aqui nossa política de privacidade.

Caso você prefira, existe a possibilidade de navegação sem anúncios com acesso pago, caso tenha interesse, escolha uma das opções abaixo:

Para contato direto com responsável pelo website Ibytes e pelo do canal Ibytes no Youtube através do Telegram, clique nesse link.

Para contato direto com responsável pelo website Ibytes e pelo do canal Ibytes no You Tube através do WhatsApp, clique nesse link.

Assuntos que não tem nada a ver com os assuntos do website Ibytes e do Canal Ibytes no Youtube, serão sumariamente ignorados.