Transformador de Saída

Quantos esquemas eletrônicos você já encontrou e logo de cara deixou de lado porque no esquema estava incluso um transformador de saída?

Com o objetivo de dar ganho e casar a impedância de saída esse tipo de transformador era muito comum, atualmente só existem em sucatas ou em alguma loja de componentes eletrônicos que teve seu estoque encalhado.

Mas a realidade é que a falta de um transformador de saída não é problema, como sabemos, os transformadores de saída não são mais encontrados no comércio, e por isso muitas vezes um projeto simples e didático deixa de ser montado pela simples falta de um transformador de saída para alto falantes.

Mas você mesmo pode fazer o seu, é tão fácil que até um garotinho de 6 anos consegue fazer, para começar, você vai precisar de um pedaço de ferrite de 2 centímetros de comprimento por 1 centímetro de diâmetro.

O enrolamento primário não é crítico, no esquema foi previsto um transformador à moda antiga, onde eram comuns transformadores de saída com uma derivação central, enrole 150 voltas de fio 30 AWG, faça com que uma tomada central fique acessível e continue enrolando até completar 300 voltas.

Lembre-se, o fio AWG 30 é esmaltado, se pretender fazer com outro tipo de fio ele deve ser encapado, em todo caso, o fio não deve ser mais grosso do que 0.01 mm, no que diz respeito a tomada central, dependendo de onde vai ser usado o transformador pode não ser necessário, mas didaticamente está sendo citado o modo de fazer.

O tamanho do fio não serve como referência, é o número de voltas que realmente importa, o diâmetro do fio determina qual potência ele suporta, para aplicações simples 0.01 mm está de bom tamanho.

Para o secundário do transformador são 50 voltas de fio 16 AWG, também é fio esmaltado e 3 vezes mais grosso que o fio do primário, note que a relação de espiras (voltas) é de 6 para 1, isso faz sentido porque queremos potência e impedância casada com o alto falante.

Se por acaso bater a curiosidade, meça a resistência do alto falante e compare com a resistência das 50 voltas de fio 16 AWG e você vai observar que é diferença é bem pequena, é esse o objetivo do transformador de saída.

Então temos 300 voltas de fio que fazem o primário do transformador, com uma derivação central, que pode ser eliminada, dependendo do projeto, e 50 voltas de fio fazem o secundário.

Recomendo enrolar o secundário primeiro, assim o primário será enrolado sobre o secundário, e se for necessário fazer adaptações como aumentar o número de voltas do enrolamento primário fica mais fácil.

Mesmo usando a tomada central, não importa qual extremidade do primário é ligado ao coletor do transistor, mesmo trabalhando em corrente contínua ele irá gerar corrente alternada, trata-se de um componente analógico.