Ibytes Web Site

Pisca-Alerta Adicional

O pisca-alerta é um item obrigatório de segurança de todo veículo, é um tipo de luz intermitente que deve utilizada em caráter de aviso, cuja finalidade é informar aos demais usuários da via que o veículo está imobilizado ou em situação de emergência.

Há quem transita com o veículo com pisca-alerta ligado sem estar em situação de emergência.

A penalidade para quem usa de forma inadequada o pisca-alerta está prevista no artigo 251, I, a infração é de natureza Média, coloca 4 pontos na CNH e mais uma multa.

Historicamente temos a ideia de que um veículo com pisca-alerta ligado estaria sempre parado, ainda assim a nossa atual legislação não penaliza quem fizer uso em movimento do pisca-alerta, desde que em situação de emergência.

Obviamente que existe a possibilidade legal do uso do pisca-alerta em movimento, apesar da recomendação do uso apenas quando parado, ser penalizado ou não vai depender da constatação de ser ou não uma emergência.

Mas quem é que nunca esqueceu o pisca ligado e circulou por vários quilômetros assim?

Com o pisca-alerta acontece a mesma coisa, e não há painel indicativo que resolva, afinal, aquele barulho do relê do pisca é muito baixo e se mistura com ruído do motor e do ambiente e acaba passando despercebido e por isso esquecido o pisca-alerta.

Entendo que o pisca-alerta deveria vir de fábrica da forma que proponho que funcione depois de instalar o circuito eletrônico aqui proposto, ou seja, da forma tradicional apertando um botão, e automaticamente quando as luzes de freio acende.

Como exemplo, cito a rua Estefano José Vanolli em Itajaí, em menos de 1 quilômetro existem 25 faixas de segurança, mesmo que a maioria dos pedestres opte por correr riscos atravessando fora da faixa, é preciso diminuir a velocidade ou parar em cada uma dessas faixas de segurança.

A cada parada liga-se o pisca-alerta, e a cada vez que se segue em frente desliga-se o pisca-alerta, claro que poderia ser deixado o pisca-alerta ligado em toda a extensão da rua e correr o risco de algum guarda resolver multar.

E teria razão em multar, pois não estaria transportando alguma grávida em trabalho de parto ou alguém com AVC, o que seria uma emergência e justificaria a utilização do tipo de luz em questão.

É clara a obrigação legal do uso do pisca-alerta para dar a vez para o pedestre atravessar na faixa, uma vez que o veículo fica parado no meio da via pública.

Portanto, não é moda, é uma necessidade que ajuda a evitar colisões traseiras e ajuda e evitar atropelamentos pelos carros que trafegam atrás ou mesmo ao lado.

Esclarecidos os motivos, pensei em automatizar esse negócio de ligar e desligar o pisca-alerta porque a gente esquece ligado, ou simplesmente esquece de ligar.

Afinal, são tantas ocupações que a gente tem ao volante que muitas vezes é esquecido de ligar ou de desligar o bendito e útil pisca-alerta, e passa despercebido em muitas situações.

Pensando em não ser multado e andar com mais segurança no trânsito criei o circuito descrito a seguir, na verdade é um circuito que já existe na internet, o que é preciso é usar a imaginação e ligar os fios no lugar certo.

O circuito tem capacidade para alimentar até 4 lâmpadas 12 volts com 5 watts cada uma, são exatamente o tipo das lâmpadas que são usadas nos pisca-alerta da maioria dos veículos, a referência minha é uma Strada 2014 modelo 2015, os testes e instalação definitiva foram feitos nesse veículo.

O circuito é simples, trata-se é um oscilador astável lento, preparei para que ele gerasse pulsos de 1 hertz, ou seja, um pulso a cada segundo, mas a existe a possibilidade de piscar um pouquinho mais rápido, é só trocar o capacitor C1 para 4,7 uF.

O circuito não tem nada de diferente, o que tem de diferente é a idéia de fazer com que o circuito seja alimentado apenas quando as luzes de freio acende, isso acontece a cada pisada no pedal de freio, que por sua vez liga o circuito que proponho e que faz funcionar o pisca-alerta adicional.

O detalhe é que são unidades independentes que devem ser instaladas em lanternas separadas, por isso, existe a possibilidade de não haver sincronismo das piscadas, o que é até bom, pois se não houver sincronização chamará ainda mais a atenção, além disso, estamos falando apenas das lanternas traseiras, ou quem desejar, nas lanternas dianteiras também.

O circuito proposto e até 4 lâmpadas de 5 watts não vão interferir e nem sobrecarregar a instalação atual, mas por uma questão de facilidade na instalação, sugiro que ao invès de lâmpadas sejam usados LEDs de 1 ou 2 watts, assim não será preciso mexer em nada da instalação original, apenas ligar o ponto +12V no fio positivo da luz de freio e o negativo na carcaça da lâmpada da luz de freio e acomodar o LED próximo da lâmpada original do pisca-alerta.

Recomendo fortemente que não seja alterado nada na instalação elétrica original, até para evitar a queima de fusível ou a alteração de alguma coisa que possa interferir no funcionamento do carro, já que a maioria dos casos atuais tem a maioria dos componentes eletrônicos.

O que o circuito tem de fato é um oscilador lento e um driver de saída para fazer acender diretamente uma lâmpada ou se for desejado 1 LED de 3 watts, e no caso de usar LEDs, é preciso colocar um resistor de 150 Ohms por 1/2 watt em série com o LED.

O transistor de saída de potência usado foi um IRF540N, mas existem centenas de equivalentes e modificações podem ser feitas por aqueles que sabem como fazer, obviamente.

Circuitos desse tipo utilizam relés, que tem uma vida útil de mais curta, como a utilização é para uma um pisca-pisca que vai trabalhar duro durante o dia preferi optar por um relé de estado sólido.

A lista de materiais é do tipo avarenta, mais avarenta é impossível, será preciso um CI 555, velho conhecido de todos, 1 resistor de 100K Ohms, 1 resistor de 10K Ohms, 1 resistor de 3K9 Ohms, 1 capacitor elerolìtico de 4,7 uF e um transistor IRF540N, solda, fios e fazer a placa de circuito impresso, se desejar.

O capacitor eletrolítico foi escolhido de forma a dar piscadas lentas (4,7 uF), bem próximo das piscadas do pisca original, para piscadas mais rápidas troque C1 para 2,2 Uf.

O funcionamento depende do acendimento da luz do freio do veículo onde será instalada a unidade, e pode não piscar de forma sincronizada, conforme já mencionei acima.

Antes de instalar no carro, ligue a montagem numa fonte de 12 volts e faça os testes e adaptações (caso desejar) necessárias.

O esquema segue abaixo, faça bom proveito e bom uso:

OBS.: A instalação desse circuito não altera as características do veículo, apenas acrescenta uma função automatizada de piscar as luzes do pisca-alerta cada vez que for pisado no pedal dos freios, alertando assim, os demais condutores.

Acesse o Canal Ibytes no Youtube
Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

BLOQUEADOR DE ANUNCIOS DETECTADO!

Detectamos que você está usando uma ou mais extensões para bloquear anúncios.

Por favor, coloque www.ibytes.com.br na lista de permissões.

Nossos anúncios não são invasivos e a renda com os anúncios é destinada a pagar hospedagem e demais custos para manter um site visível na rede mundial de computadores.

E você deve ficar sabendo de algo que os criadores de bloqueadores de anúncios não informam, mas ele capturam seus dados, sua localização, suas preferências e tudo mais relacionado a você e vendem essas informações para terceiros.

Ou você acha que eles trabalham de graça? A motivação é obter seus dados para comercializar.

www.ibytes.com.br não captura informações de seus usuários, apenas exibe anúncios como forma de pagar parte das despesas relacionadas ao site.

Veja aqui nossa política de privacidade.

Caso você prefira, existe a possibilidade de navegação sem anúncios com acesso pago, caso tenha interesse, escolha uma das opções abaixo:

Para contato direto com responsável pelo website Ibytes e pelo do canal Ibytes no Youtube através do Telegram, clique nesse link.

Para contato direto com responsável pelo website Ibytes e pelo do canal Ibytes no You Tube através do WhatsApp, clique nesse link.

Assuntos que não tem nada a ver com os assuntos do website Ibytes e do Canal Ibytes no Youtube, serão sumariamente ignorados.