Sobre o Sistema de GPS

Não existem dúvidas, a cada dia que passa, mais e mais novidades surgem no nosso dia a dia, e pensar que há pouco tempo atrás, possuir um receptor GPS era algo que só era possível para grandes empresas transportadoras, e os funcionários eram escolhidos a dedo para utilizar o sistema GPS, era uma questão de status, mas como tudo muda, o nariz empinado por ter sido escolhido acaba caindo, e a utilização do GPS passou a ser coisa normal e do dia a dia.

A sigla GPS tem origem nas palavras Global Positioning System, que traduzido para o nosso português fica Sistema de Posicionamento Global, nada mais é do que um sistema de posicionamento geográfico que nos informa as coordenadas de lugares na Terra, é lógico que para evitar inúmeros cálculos, e às vezes errados, é preciso ter um receptor de sinais de GPS.

O sistema de Sistema de Posicionamento Global (GPS) foi desenvolvido pelo Departamento de Defesa dos Estados Unidos da América (USA) para ser utilizado com finalidades civis e militares.

Como se sabe, a nossa posição sobre a Terra é referenciada em relação ao equador e ao meridiano de Greenwich e isso é traduzido para três números: a latitude, a longitude e a altitude.

A partir desses dados, que são chamados de coordenadas, para saber a nossa posição sobre a Terra basta saber a latitude, a longitude e a altitude.

Certamente que você já escutou falar e também viu escrito em grandes cartazes perto das pistas nos aeroportos as três coordenadas, e de forma muito clara, o objetivo é que os sistemas automáticos de navegação aérea possam utilizar as informações para calcular as trajetórias entre os aeroportos.

O sistema de posicionamento global é baseado na utilização de satélites artificiais, existem no total, 24 satélites que dão uma volta completa na Terra a cada 12 horas, e enquanto se movimentam, enviam continuamente sinais de rádio.

Não é preciso ter uma visão dos 24 satélites, a órbita de cada satélite foi cuidadosamente calculada para que em cada local da Terra estejam sempre visíveis quatro satélites, e com os diferentes sinais dos quatro satélites o receptor GPS calcula a latitude, longitude e altitude do lugar onde se encontra.

Com o movimentar do receptor de GPS, os cálculos vão sendo feitos, e o cálculo é baseado no tempo que a onda de rádio leva do ponto de saída até no próximo satélite, o sistema é tão eficiente, que o satélite mais próximo do receptor é quem recebe o sinal e calcula o tempo desde que saiu do satélite que emitiu e também do satélite que recebeu o sinal de rádio.

Os cálculos são baseados na altitude, na longitude e na altitude, esses dados são essenciais para calcular as coordenadas, ou seja, a posição da Terra.

A latitude é a distância do Equador medida até o meridiano de Greenwich, neste caso a distância é medida em graus, e pode variar entre 0º e 90º para Norte ou para Sul, é como se fosse fazer a medida de uma bola, começando do meio da bola para a parte mais alta até o centro, e do meio da bola até a parte mais baixa ao centro, nesse caso, tome como referência 0º a linha do Equador, a medida para cima é em norte, como exemplo, 50ºN, e a partir da linha de 0º para baixo,o exemplo pode ser 30ºS, e assim sucessivamente.

A longitude é a distância do meridiano de Greenwich medida até o Equador, como no caso da latitude, a distância é medida em graus e pode variar entre 0º e 180º para Este ou para Oeste.

No caso da altitude, é preciso levar em consideração que a Terra é quase redonda, isso mesmo, é quase redonda, pois existe um ligeiro achatamento nos pólos, e para definir a altitude de um ponto sobre a Terra é criada uma “bola” (geóide) com um raio de 6378 km, e a altitude num ponto da Terra é a distância na vertical à superfície deste geoide.
Fonte de pesquisa: http://www.realestate3d.com/gps/world-latlong.htm

Acesse o Canal Ibytes no Youtube
Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

BLOQUEADOR DE ANUNCIOS DETECTADO!

Detectamos que você está usando uma ou mais extensões para bloquear anúncios.

Por favor, coloque www.ibytes.com.br na lista de permissões.

Nossos anúncios não são invasivos e a renda com os anúncios é destinada a pagar hospedagem e demais custos para manter um site visível na rede mundial de computadores.

E você deve ficar sabendo de algo que os criadores de bloqueadores de anúncios não informam, mas ele capturam seus dados, sua localização, suas preferências e tudo mais relacionado a você e vendem essas informações para terceiros.

Ou você acha que eles trabalham de graça? A motivação é obter seus dados para comercializar.

www.ibytes.com.br não captura informações de seus usuários, apenas exibe anúncios como forma de pagar parte das despesas relacionadas ao site.

Veja aqui nossa política de privacidade.

Caso você prefira, existe a possibilidade de navegação sem anúncios com acesso pago, caso tenha interesse, escolha uma das opções abaixo:

Para contato direto com responsável pelo website Ibytes e pelo do canal Ibytes no Youtube através do Telegram, clique nesse link.

Para contato direto com responsável pelo website Ibytes e pelo do canal Ibytes no You Tube através do WhatsApp, clique nesse link.

Assuntos que não tem nada a ver com os assuntos do website Ibytes e do Canal Ibytes no Youtube, serão sumariamente ignorados.