Você Detetive Caseiro?

Grampear o teclado já é comum nos dias atuais, e quem desconfia que está sendo traído em muitas das vezes age por conta própria e acaba instalando um programa espião que monitora tudo que é feito no computador.

Também existem aparelhos celulares que “rodam” programas que não ficam visíveis para o usuário comum, assim, basta dar de presente um aparelho desses e nos momentos oportunos “bisbilhotar” o celular em busca da gravação das conversas.

Mas nada se compara aos programinhas que são executados ao final de cada ligação e envia via MMS para um número pré-configurado a conversa da ligação, claro que se o “monitoramento” for descoberto pode causar mais problemas do que soluções.

Todos que procuram descobrir mais é porque já tem praticamente certeza que alguma coisa não vai bem, ou melhor, já tem certeza que está sendo traído mas precisa de alguma coisa a mais para provar aquilo que já existe certeza.

Toda pessoa que acredita que está sendo traída é um “detetive” em potencial e só precisa de um pequeno sopro no ouvido para começar a procurar indícios de um caso extraconjugal.

E a cada dia é maior o número maior de pessoas que investigam o parceiro por conta própria, não há como negar que nesse aspecto todo mundo é igual, tanto é que parece que temos uma antena sintonizada em “traição”, e se houver “traição” ela será sintonizada.

O detetive profissional já não é mais solicitado como antigamente, não que seus serviços não sejam importantes, além do constrangimento e do custo de um detetive particular, o acesso a informações e muitas dicas de investigação estão disponíveis na internet, existe até quem venda manual de investigação e de instalação de escutas pela casa.

Em tempos remotos quando uma mulher desconfiada do parceiro ela puxava uma extensão telefônica com a finalidade de ouvir a conversa do parceiro, mas a tecnologia dos celulares e dos computadores permite que nenhuma uma palavra seja dita.

Para manter um contato basta digitar uma mensagem de texto ou um e-mail e enviar para o destinatário e pronto, e se tiver o cuidado de não deixar na caixa as mensagens enviadas e as mensagens excluídas o trabalho em descobrir é muito maior.

Como a dificuldade em descobrir é maior, a “detetive caseira” acaba colocando micro câmeras escondidas em todo lugar da casa, no jardim e até no carro, claro que a isso se deve o custo e a facilidade ao acesso a esse tipo de aparelho, sem esquecer-se da facilidade de manuseio.

Quem está com raiva e quer descobrir a todo custo esquece que pode estar ultrapassando os limites do bom senso e o risco de um processo por “invasão de privacidade” existe, cabe a pessoa que está tendo sua privacidade invadida decidir o que é melhor fazer.

Se a casa é dos dois, qualquer um dos dois pode colocar câmeras, mas não é ético e nem correto, porque apenas um dos dois sabe que está sendo filmado, mas a parte enciumada não está nem aí e usa câmera mesmo tendo conhecimento que não deveria, ou seja, se coloca acima da lei.

O uso indiscriminado é pela facilidade em encontrar as micro câmeras em qualquer loja de equipamentos eletrônicos, a verdade é que não existem mistérios, qualquer um pode colocar uma câmera num carro ou em qualquer lugar que pense que está sendo usado pelo “amante” da companheira.

Escrevi com meu ponto de vista, mas é obvio que as mesmas palavras servem tanto para homem quanto para mulher, traição é traição e não importa se quem pratica é o homem ou a mulher.

Postagens relacionadas
  • Exemplo Espionagem
  • Termos Policiais (I)
  • Os Cuidados Básicos
  • Sistema Monitoramento
  • Monitoramento Vídeo 3G
  • Campana Com Carros
  • Posts mais acessados
  • Teste de Bateria (14868)
  • Antena Para Celular (12295)
  • Amplicador 60 W RMS (9739)
  • Os Gatos & Dúvidas (8322)
  • Ganhar na Loto Fácil? (5910)
  • Utilize a busca para encontrar o tema de seu interesse.
    Pense no meio ambiente antes de este link.   Dúvidas? Acesse o Fórum