Segurança do Operador

Algumas regras de segurança devem ser seguidas para garantir a segurança do operador e evitar danos ao multímetro.

Não importa se o multímetro é analógico ou digital, as regras de segurança para o operador e para a integridade do equipamento são basicamente as mesmas.

Antes de começar a usar o multímetro assegure-se que a bateria está corretamente colocada e conectada ao multímetro.

Verifique se a chave seletora de função está posicionada na função adequada para a medição que deseja efetuar.

Remova as pontas de prova do circuito que está testando quando for necessário mudar a posição da chave seletora de função.

Nunca ultrapasse os limites de tensão ou corrente de cada escala, pois poderá danificar seriamente o multímetro.

Nunca deve ser medida resistência e/ou capacitância em um circuito que esteja energizado, antes os capacitores do circuito devem ser descarregados.

Ao utilizar o modo de seleção manual, escolha a escala mais alta e vá decrescendo progressivamente de escala até obter uma leitura mais exata.

Quando não for usar o multímetro por um período longo, remova a bateria para evitar que em caso de vazamento da mesma o multímetro seja danificado.

Antes de usar o multímetro, examine-o juntamente com as pontas de prova para ver se apresentam alguma anormalidade ou dano, e no caso de afirmativo para funcionamento anormal desligue o aparelho imediatamente, e o encaminhe para uma assistência técnica autorizada.

Sempre conecte o pino banana preto da ponta de prova no borne “COM” do multímetro, esse borne é o negativo do multímetro e serve de referência para a maioria das medidas.

Não coloque o multímetro próximo a fontes de calor, pois poderá deformar o seu gabinete.

Quando estiver trabalhando com eletricidade, nunca fique em contato direto com o solo ou estruturas que estejam aterradas, pois em caso de acidente poderá levar um choque elétrico e dependendo da intensidade do choque elétrico pode até ocorrer a morte do usuário, uma boa ideia é usar preferencialmente calçados com sola de borracha.

Ao medir tensões alternadas acima de 30 volts e tensões contínuas acima de 60 volts é preciso ser extremamente cuidadoso, pois essas tensões podem causar fortes choques elétricos.
É interessante citar que mesmo correntes muito baixas são o suficientes para provocar a desagradável sensação do choque elétrico, porém, só assusta, mas correntes acima de 20 mA pode ocorrer parada cardiorrespiratória.

Ao usar as pontas de prova sempre mantenha os dedos atrás da saliência de proteção circular.

Tentar medir tensões que ultrapassem a capacidade do multímetro irá danificá-lo e expor o usuário ao risco de choque elétrico.

Nunca aplique tensão ou corrente que exceda a tabela do multímetro, essa tabela vem junto com o multímetro, embora seja comum tensão contínua e alternada de 1.000 volts, as especificações que vem no manual são mais que simples informações.

Lembre-se de pensar e agir pensando primeiro na segurança do usuário.

Postagens relacionadas
  • Adeus Bateria de 9 Volts
  • Lote de BF494 Falsificado
  • Eliminador Baterias
  • Choques Como Proteção
  • Componentes eletrônicos
  • Assim Surgiu a Eletrônica
  • Posts mais acessados
  • Teste de Bateria (43702)
  • Gerador Números Celular (37914)
  • Antena Para Celular (31833)
  • Amplicador 60 W RMS (23220)
  • Os Gatos & Dúvidas (21779)
  • Utilize a busca para encontrar o tema de seu interesse.
    Pense no meio ambiente antes de este link.