Espanta Insetos

Existem animais que são nocivos ao ambiente e que podem perceber sons muito acima do limite auditivo humano, já ficou comprovado cientificamente que o homem pode ouvir frequências de aproximadamente 18 kHz.

Com base nesse conhecimento, podemos criar um circuito eletrônico para gerar sons acima de 18 kHz com a finalidade de perturbar animais ou insetos que são sensíveis as frequências acima de 18 kHz, como sabemos que os humanos nem percebem que ela existe, nem vão notar.

Já existem à venda aparelhos com a mesma finalidade, com resultados que dependem apenas da sensibilidade dos animais ou insetos que devem ser espantados.

Alguns animais ou insetos podem ouvir ultra-sons, que são vibrações sonoras acima do limite alcançado pelos ouvidos humanos.

Em boa parte dos casos, os animais usam sinais dessas freqüências para se comunicar, mas em outros eles podem ser perturbados se as frequências no ambiente forem de intensidade muito grande.

Os humanos podem ouvir até aproximadamente 18 Khz, os roedores podem ouvir até aproximadamente 50 kHz, os golfinhos também podem ouvir até aproximadamente 50 kHz.

Os roedores e alguns outros animais que podem ouvir essas vibrações se sentem perturbados se no ambiente em que eles se encontrarem, for colocado um oscilador potente que gere ultra-sons, é o mesmo que os humanos que se sentem perturbados com som alto, apitos, ou outros tipos de sons.

Por isso existem empresas vendem espanta-ratos, espanta-morcegos e outros animais que podem atacar reservas de alimentos ou animais, e esses aparelhos são apenas potentes geradores de ultra-sons.

Se você é daqueles que gosta de fazer experiências com ultra-sons, encontrou um circuito que pode ser de muita utilidade e que também é muito simples e barato para montar.

O circuito é um oscilador que tem como base o conhecido circuito integrado 555, onde o capacitor C1 determina a freqüência central da faixa de oscilações, e tem a freqüência desejada ajustada em P1 que deve ter pelo menso 100K ohms.

O sinal gerado pelo oscilador é aplicado a um transistor de potência que excita um tweeter piezoelétrico.

Os tweeters não são bons transdutores ultra-sônicos, mas a grande maioria dos tipos pode alcançar com bom rendimento freqüências que chegam até aos 25 kHz, a sugestão no uso deste tipo de transdutor se deve a facilidade e também ao preço com que ele pode ser obtido nas lojas especializadas.

A potência de saída depende da tensão de alimentação, para experimentos com potência mais baixa podem ser usadas quatro pilhas comuns, de preferência grandes, ou uma fonte de 6 volts pode ser utilizada economizando com as pilhas, pois o consumo do aparelho é um pouco elevado.

Para quem desejar uma potência maior, o circuito deve ser alimentado com 12 volts de uma fonte com pelo menos 2 Ampères, e no caso de alimentar com 12 volts, Q1 deve ser dotado de um radiador de calor.

Na figura abaixo está o esquema eletrônico do espanta bichos.


O transistor de potência pode ser de qualquer tipo MOSFET de potência com corrente de dreno de pelo menos 2 Ampères, no protótipo foi utilizado um IRF640, e não esqueça que deve ser providenciado um radiador de calor para o transistor.

O tweeter pode ser de 4 ou 8 ohms e pode ser instalado longe do circuito, mas se instalar longe, o par de fios deve ser grosso (2.5 mm) e não deve ser maior que 10 metros de comprimento para que não existam perdas de potência.

O capacitor C1 tem importância fundamental neste circuito, pois é ele quem determina a freqüência do sinal que vai ser gerado, por isso, se ao montar o aparelho e deixar P1 fechado para que seja obtido ultra-sons, mas você ainda pode ouvir os sinais, o capacitor C1 deve ser reduzido para 1K pF (1000 pF).

Depois de montado o circuito, confira todas as ligações e coloque P1 na posição de máxima resistência (onde a freqüência será mais baixa) e alimente o circuito.

Ao ligar o circuito, você deve ouvir um apito gerado pelo circuito, e que vai se tornando mais agudo à medida em que P1 for ajustado para valores de menor resistência.

Vai chegar o momento em que você deixará de ouvir o som gerado pelo circuito, é nesse ponto que a frequência chegou na faixa dos ultra-sons, e é nesse ponto do ajuste que você deve deixar o aparelho ligado, depois desse simples ajuste, é só deixar o aparelho nos locais em que é desejada a ação do aparelho.

É bom não deixar nenhum animal doméstico nesse local, pois eles serão perturbados pelos seus sinais.

Note que é importante não deixar o aparelho ligado nos locais freqüentados por pessoas, pois apesar de não serem ouvidos os ultra-sons, sua ação contínua sobre nossos ouvidos é danosa, além de outros sintomas, dá uma dor de cabeça bem chatinha e irritante, o pior é que quem não sabe de nada, não sabe o que fazer, e remédio não adianta.

Obs:
Como todo e qualquer dispositivo que interfere com seres vivos, não se pode garantir uma eficiência de 100% do circuito descrito para repelir qualquer tipo de inseto.

O projeto aqui descrito tem como base estudos estatísticos, pois até quando se compra um inseticida, ninguém garante eficiência total, e de fato realmente não acontece, ao aplicá-lo 90% dos insetos são eliminados, os 10% que sobram podem ter uma certa resistência ao produto.

Por isso, depois de algumas aplicações as gerações que sobram adquirem resistência e com isso o efeito do inseticida se reduz, devido a esse motivo, é recomendado que seja feita periodicamente a troca da marca de inseticida pelo usuário e as próprias fábricas, periodicamente mudam a fórmula.

Outro exemplo vem da própria medicina, em que um medicamente tem 90% de eficiência sobre uma determinada doença, o que significa que, se a pessoa que o ingerir estiver nos 10% restantes, ele não fará efeito algum ou terá um efeito mínimo.

O mesmo pode acontecer com o projeto a aqui descrito, sua ação é estatística, é verificado que grande parte dos mosquitos se incomoda com os ultra-sons, mas não se pode garantir que um ou outro indivíduo da mesma espécie não se pertube com isso.

O uso desse tipo de aparelho reduz a probabilidade de mosquitos se concentrarem num local, e com isso sua quantidade, mas não garante que eles sejam totalmente espantados do local.

O que pode ser feito para que os animais ou insetos não se acostumem com a frequência, é colocar o aparelho em funcionamento em frequência diferente para dias diferentes.

Postagens relacionadas
  • Faróis Apagados?
  • Proteja Portas e Janelas
  • Fazer Bengala Eletrônica
  • Lâmpada de Corredor ou Escada
  • Sem Pânico Para Idosos (P2)
  • Sem Pânico Para Idosos (P1)
  • Posts mais acessados
  • Teste de Bateria (13874)
  • Antena Para Celular (11528)
  • Amplicador 60 W RMS (9276)
  • Os Gatos & Dúvidas (7838)
  • Ganhar na Loto Fácil? (5589)
  • Utilize a busca para encontrar o tema de seu interesse.
    Pense no meio ambiente antes de este link.   Dúvidas? Acesse o Fórum