Como Medir Corrente

Os procedimentos para medir intensidade de corrente são diferentes dos procedimentos para medir tensão contínua, caso em que a chave seletora de funções do multímetro deve estar na função de DCV, e ser escolhida a escala mais próxima e acima da tensão a ser medida, e é preciso observar a posição das pontas de prova, pois a tensão contínua tem polaridade.

Para medir tensão alternada a chave seletora de funções do multímetro deve estar na função de ACV, e ser escolhida a escala mais próxima e acima da tensão a ser medida, nesse caso não é preciso observar a posição das pontas de prova, já que a medida é a de tensão alternada.

A leitura de corrente alternada é da mesma forma que na leitura de tensão contínua, uma vez que a função e a escala estejam corretas é só visualizar a posição do ponteiro, caso seja um multímetro digital, faz pouca diferença ir baixando as escalas para obter maior precisão de leitura, de qualquer forma, o valor medido é mostrado diretamente no display, tudo muito simples e fácil.

Quem dominar a forma de medir tensão certamente que não terá problemas para medir corrente elétrica, que a princípio pode parecer mais difícil.

Mas é muito fácil, para medir corrente elétrica, coloque o multímetro na função DCmA ou DCA e interrompa a trilha ou fio do circuito que deseja medir a corrente.

Ao interromper uma ligação, ficam duas ligações abertas, é nesse ponto em que entra o multímetro, ele deve ser colocado em série e com a ponta vermelha mais próxima do positivo da fonte.

Caso seja um multímetro analógico e o ponteiro “voltar”, as pontas de prova devem ser invertidas, porque nesse caso a ligação para medida de corrente está com as pontas de prova invertidas.

A medida de corrente não é muito usada nos consertos devido ao trabalho de interromper o circuito e aplicar as pontas, mas às vezes é uma medida obrigatória se não houver nenhum sinal luminoso de indicação de “ligado”.

Em todo caso, todo técnico deve conhecer o procedimento e realizar sempre que julgar necessário, pois em muitas das vezes, uma simples medida de intensidade de corrente pode indicar onde está o defeito ou dar uma boa ideia de onde procurar o defeito, veja na figura abaixo como se faz a medida de corrente.

Os pontos com marcados com x é onde foi feita a interrupção do caminho da corrente, na prática a corrente que circula pelo circuito deve passar por dentro do multímetro para que ele possa fazer a medida.

É por isso que é importante colocar o instrumento na função correta e na escala correta para ter uma leitura precisa e ao mesmo tempo manter o multímetro em bom estado de funcionamento.

Postagens relacionadas
  • Retificadores e Nomenclaturas
  • Assim Surgiu a Eletrônica
  • Repelente Não Funciona
  • A Corrente é …..
  • Excesso de Corrente
  • Porque Não Atendo
  • Posts mais acessados
  • Teste de Bateria (14904)
  • Antena Para Celular (12331)
  • Amplicador 60 W RMS (9774)
  • Os Gatos & Dúvidas (8348)
  • Ganhar na Loto Fácil? (5927)
  • Utilize a busca para encontrar o tema de seu interesse.
    Pense no meio ambiente antes de este link.   Dúvidas? Acesse o Fórum