Os Chips RFIDs

Os chips Radio Frequency Identification ou simplesmente chips RFID são utilizados como meios para identificar mercadorias e animais utilizando sinais de radiofrequência.

Os chips RFID podem ter tamanhos menores do que um grão de arroz e funcionam apenas através das ondas de rádio, ou seja, se utiliza das ondas eletromagnéticas.

Já são muitos os que dependem desses microchips para controlar estoques e impedir que mercadorias sejam roubadas.

Muitos cientistas estudam e monitoram animais selvagens e espécies ameaçadas de extinção utilizando essa tecnologia.

As transmissões das informações contidas nos chips RFID são parecidas com os dados que estão contidos em um código de barras, só que nesse caso, as informações estão contidas nas ondas de radiofrequência que são emitidas pelo chip RFID.

As aplicações são as mais variadas, é possível controlar estoques, controlar acesso de pessoas, controlar o movimento de peças que ficam expostas em grandes lojas, e até identificar pessoas controlando sua presença no local de trabalho.

O menor chip RFID que se tem conhecimento mede 0,055 centímetros quadrados, e dependendo a função do chip, as medidas de antena variam entre 1,2 e 10,0 centímetros quadrados.

O FDA (Food and Drug Administration) aprovou a utilização da tecnologia RFID em animais e seres humanos, mas a ACLU (American Civil Liberties Union) está preocupada com possíveis violações de privacidade causadas pela implantação desse dispositivo em seres humanos.

Já se falou muito sobre esse tema, muitos fizeram um grande barulho, mas o maior medo era o que as pessoas seriam controladas à distância, ou seja, alguém que tivesse um chip RFID implantado em seu corpo viraria refém de alguma organização.

Mas isso é coisa de gente que faz polêmica por pouca coisa, os chips RFID dependem da radiofrequência, a leitura deve ser feita com leitores próximos, embora não utilizem fios para lerem as informações, não há como dar um choque no cérebro da pessoa que usa um chip desses e assim fazê-la seguir qualquer ordem com medo de um possível choque.

Também não há como evitar que a pessoa entre num carro e fugisse do local, se com um celular com 200 milliwats enviando o sinal para uma torre num local bem localizado a comunicação já é difícil, imagine com uma potência na casa dos microwatts.

Para ser sincero, eu deixaria que implantasse um chip RFID em mim se fosse para acabar com esse monte de documentos que a gente tem que andar e ficar mostrando para pessoas em vários lugares.

Imagine eu entrando numa porta de banco e pela primeira vez na vida ser surpreendido por ela não trancar a minha passagem.

Enfim, polêmicas à parte, pode-se resumir que a principal vantagem do uso de sistemas RFID é poder realizar a leitura sem o contato físico e sem a necessidade de uma visualização direta do leitor.

Portanto, basta colocar o RF Tag dentro de um produto e realizar a leitura sem ter que desempacota-lo, ou simplesmente aplicar o Tag em uma superfície que será coberta de tinta ou de graxa.

O custo do RF Tag tem apresentado queda bem significativa de uns tempos para cá, com isso tornaram-se viáveis projetos onde o custo do produto a ser identificado não é muito alto.

Postagens relacionadas
  • WhatsApp Seguro
  • WhatsApp Localiza Usuário
  • Trocando SMS Grátis
  • Smartphone como Rastreador
  • Como configurar Câmeras IP
  • Perdi Meu Smartphone
  • Posts mais acessados
  • Teste de Bateria (38786)
  • Gerador Números Celular (29122)
  • Antena Para Celular (28782)
  • Amplicador 60 W RMS (21158)
  • Os Gatos & Dúvidas (19497)
  • Utilize a busca para encontrar o tema de seu interesse.
    Pense no meio ambiente antes de este link.