Procedimentos Básicos

O segredo do sucesso no conserto de computadores, como em qualquer outro aparelho elétrico ou eletrônico, está no conhecimento do funcionamento do aparelho, no conhecimento da utilização dos comandos e na adoção de procedimentos lógicos que levam rapidamente a causa do problema.

Os técnicos aprendem nas escolas os procedimentos para diagnósticos e localização de defeitos e a partir de uma experiência adquirida na vida profissional, podem consertar em pouco tempo qualquer tipo de equipamento.

Não adianta de nada ficar apertando aqui e ali, desencaixar placas ou mudar de posição a posição de dip switches ou jumpers de maneira aleatória, tentando adivinhar o problema, isto é uma prática que não deve ser feita de maneira alguma.

Para os computadores também existem os procedimentos simples e lógicos que facilitam a localização de defeitos, e são deles que serão tratados neste texto.

Nesta situação devem ser consideradas duas situações possíveis que podem acontecer se o computador for próprio ou de um cliente que traga para conserto.

No primeiro caso, o problema acontece quando o computador está sendo usado, e por isso a manifestação dos sintomas se torna conhecida pelo reparador, sem ter a necessidade dele ter analisado a partir do instante em que é ligado o computador, começando do zero.

No segundo caso, o técnico tem que ligar o computador e realizar uma série de procedimentos para encontrar os problemas, e que serão detalhados a seguir, os procedimentos são os seguintes:

a) Ligar o computador, mas antes observar as posições das chaves seletoras de voltagem na CPU e no monitor.

· Verificar se as luzes indicadoras do painel acendem (LEDs indicadores).

· Observar se o ventilador da fonte funciona.

· Observar se o monitor mostra alguma coisa na tela.

b) Esperar e analisar o boot, e observar se as mensagens de boot estão todas corretas, se estiverem não aparecem mensagens de erros na execução dos arquivos AUTOEXEC.BAT e CONFIG.SYS, tenha muita atenção para possíveis mensagens de erros nesta fase.

· Ver se o prompt é alcançado.

c) Analisar o funcionamento geral.

· Tentar formatar disquetes em bom estado.

· Tentar gravar arquivos num disquete e depois observar se o computador consegue ler esses mesmos arquivos.

· Tentar executar um ou mais programas.

d) Testar o teclado.

· Verificar o conector de teclado e o cabo se for notada alguma anormalidade.

· O teste de teclado é conseguido ao se analisar o funcionamento geral.

e) Verificar as portas.

· Testar a impressora, se houver ou se for indicado que nela está o problema.

· Usar a tecla print screen ou carregar um arquivo para testar a impressora.

· Se além da impressora, outras portas forem usadas, experimentar ativar os dispositivos ligados à elas e verificar o seu funcionamento.

f) Verificar o SETUP.

· Acessar e conferir todos os dados do SETUP.

g) Verificar o CONFIG.SYS

· Analisar e desviar drivers suspeitos.

· Executar um boot limpo para melhor diagnóstico.

h) Verificar o AUTOEXEC.BAT.

· Verificar e desviar drivers ou programas suspeitos.

· Executar um boot limpo para melhor diagnóstico.

Para quem pretende ser um profissional da reparação de computadores, deve ter um local preparado para esse tipo de trabalho.

Uma bancada, uma fonte de energia e ligação à terra onde exista espaço para testes e para abrir diversas unidades.
É interessante ter um computador auxiliar que possa servir para testes e algumas placas que possam ser adaptadas neste computador.

Um Pentium 233 serve para esta finalidade pela sua compatibilidade com a maioria dos computadores que podem ser testados, mas tenha em mente que uma placa dessas super atuais não pode ser testada num Pentium 233 ou similar, dependendo da função até pode ser tentado, mas via de regra, é preciso verificar a compatilibidade do hardware disponível para realizar os testes.

Um estabilizador de tensão apropriado, ferramentas e os instrumentos, e reunir o máximo de informações sobre computadores que puder encontrar.

As informações podem ser encontradas em livros, revistas ou em folhetos, que em muitos dos casos são distribuídos por fabricantes, e a internet também não pode ser desconsirada em hipótese alguma.

Tirar cópias de documentos das placas e de outros dispositivos que são instalados nos computadores de clientes é uma prática que costumo fazer, pois pode ser de muita utilidade no futuro, eu poderei utilizar a informação ou quem sabe indicar para alguém.

Postagens relacionadas
  • Compartilhando Internet
  • Os Cuidados Com o PC
  • Memórias e Flip-Flops
  • Os Primeiros PCs
  • Docs Compatilhados
  • Qualquer Um Pode Sim
  • Posts mais acessados
  • Teste de Bateria (35897)
  • Antena Para Celular (27105)
  • Gerador Números Celular (23144)
  • Amplicador 60 W RMS (19881)
  • Os Gatos & Dúvidas (18430)
  • Utilize a busca para encontrar o tema de seu interesse.
    Pense no meio ambiente antes de este link.