Sinais e Ruídos em RF

Problemas relacionados com conexão são comuns, principalmente porque atualmente boa parte dos enlaces são feitos através das ondas de rádio, na pratica chamam de conexões wireless (que significa conexões sem fio), e apesar de serem utilizados frequências diferentes para cada tipo de aplicação, os sistemas transmissores e receptores precisam “ser vistos” um pelo outro, ou seja, ter visada.

Mesmo sendo frequências diferentes, quando se fala em conexão entre computador e algum outro dispositivo, a banda é a de 2,4 GHz, imagine uma sala com cinco computadores, uma placa wlan (placa de rede sem fios) em cada computador, um roteador wireless operando e fornecendo sinal para os cinco computadores.

Acrescente um telefone sem fio de 2,4 GHz, que mesmo estando em estado de espera ele está ocupando uma freqüência, mais dois ou três celulares com tecnologia 3G que operam na faixa de 2,1 GHz, e para completar a desgraça os usuários dos telefones celulares usam fone de ouvido com conexão Bluetooth.

Obviamente que o ouvido humano não escuta toda essa movimentação de ondas de rádio no ar, mas um exemplo para um ótimo entendimento é falar sobre freqüência que o ouvido humano pode perceber.

Imagine cinco fontes de sinal (5 carros) tocando a mesma música e todos a 90 decibéis, é um volume alto mas aceitável num raio de 30 metros, mas o ouvinte vai ter dificuldades em identificar o som de cada uma das fontes, pois mesmo sendo a mesma musica é certo que as fontes não estarão sincronizadas, a confusão no cérebro de quem escuta é uma certeza.

Obviamente que se uma das fontes do sinal de áudio estiver a 95 decibéis ela se sobressai e passa a ser ouvida melhor, e o conteúdo da música passa a ser “entendido”, o mesmo acontece com as estações que transmitem sinais incorporados aos sinais de radiofrequência.

A estação a ser captada deve ter um diferencial para que seja captada e permaneça conectada a estação “captadora”, esse diferencial é justamente o nível de sinal emitido juntamente com a freqüência das ondas de rádio estável, caso contrário será só mais uma estação causadora de espúrios de radiofrequência.

A relação entre sinal e ruído é o que determina se determinada estação será captada com facilidade ou não, em outras palavras, o ruído na banda a ser sintonizada deve ser muito mais baixo que o sinal a ser sintonizado.

Um sinal da freqüência desejada com 78 decibéis será bem sintonizado e a conexão será estável se o ruído nessa mesma freqüência for de aproximadamente 50 decibéis, sem fazer cálculos é fácil de perceber que a relação sinal/ruído é de 28.
Isso quer dizer que a relação sinal/ruído deve ser pelo menos maior que 10, pois quanto mais alto for o nível de ruído, menor será o valor encontrado, uma vez que é subtraído do sinal desejado o nível de ruído, no exemplo acima: 78 – 50 = 28, com esse valor a conexão será boa.

Mas quando o nível de ruído se aproxima da freqüência desejada, a conexão fica instável, podendo chegar a ponto de impossibilitar a conexão caso o nível de sinal do ruído seja igual ou maior do que o nível do sinal desejado, numa situação assim o resultado seria zero ou negativo.

Postagens relacionadas
  • Direcional Para 5.8 GHz
  • Teste de Módulos de RF
  • Módulos de RF 433 MHz
  • Celular Nos Confins
  • Bloqueadores de RF
  • As Ondas de Rádio
  • Posts mais acessados
  • Teste de Bateria (14747)
  • Antena Para Celular (12189)
  • Amplicador 60 W RMS (9684)
  • Os Gatos & Dúvidas (8260)
  • Ganhar na Loto Fácil? (5872)
  • Utilize a busca para encontrar o tema de seu interesse.
    Pense no meio ambiente antes de este link.   Dúvidas? Acesse o Fórum