Microscópio Eletrônico

O microscópio eletrônico é usado desde 1950, ele permite aumento de até 50 vezes maiores que o os microscópios ópticos, mesmo assim, ainda não podemos ver, com clareza o átomo.

Ainda não podemos ver as partículas subatômicas como partículas alfa, nem os elétrons, os prótons e os nêutrons.

Imagine a maior ampliação que poderia ser obtida no melhor microscópio eletrônico existente hoje em dia, ainda é um milhão de vezes menor do que a necessária para se ver um elétron.

Por aí você já pode sentir em que nível se desenvolvem os trabalhos dos cientistas.

Até esta data, por não existirem informações mais positivas, diretas e detalhadas das diversas partes que formam o átomo, prevalece a constituição do átomo tal como foi admitida pelos cientistas em 1871.

Afinal, o que um microscópio eletrônico pode nos mostrar a respeito do átomo?

Este aparelho mostra o átomo apenas como uma nuvem, contendo diversos círculos concêntricos (ou seja, que tem o mesmo centro) e que devem ser trajetórias dos diversos elétrons, girando em volta do Núcleo.

O Núcleo também aparece como uma nuvem ou sol sem detalhes, situado no centro desse sistema, semelhante ao nosso sistema planetário.

Em resumo, as fotografias tiradas com o microscópio eletrônico permitem ver o átomo como um todo, mas sem revelar todos os detalhes.

Assim, as demais informações são obtidas pelos cientistas por meio de análises indiretas.

As partículas atômicas e substâncias têm sido evidenciadas em experiências de laboratório, sem nunca terem sido visíveis.

Por exemplo, muitos raios e partículas que existem no átomo são conhecidas pelos efeitos que causam.

As partículas alfa são tão minúsculas que passam livremente através dos metais, para que se perceba isto de modo bem claro, basta dizer que os espaços existentes na estrutura de todos os materiais terrestres, são atravessados pelas partículas atômicas e subatômicas do mesmo modo como uma tela de arame, com malhas de 1 centímetro, é
atravessado por mosquitos.

Atualmente, a nossa visão do átomo é ainda imperfeita, como também é ainda imperfeita a visão que temos dos planetas, observados apenas pelos telescópios terrestres, os satélites e as espaçonaves melhoraram, com informações mais precisas, nossa visão sobre os planetas.

Da mesma forma, é razoável acreditar que no futuro surja um aparelho capaz de fotografar o átomo com clareza e permita ver todas as suas partículas detalhadamente, então poderemos dizer com propriedades que stamos vendo o átomo.

Mas enquanto isso não acontece, a importância dos microscópios eletrônicos se manifesta no fato de que eles propiciam fotografias claras das moléculas, permitindo estudá-las detalhadamente, graças a eles é possível, por exemplo, analisar as superfícies dos metais para melhorar a rua rigidez e obter polimentos mecânicos mais perfeitos.

Do mesmo modo, os microscópios eletrônicos contribuem e muito para o estudo da Química, por meio do exame das moléculas obtidas nas reações químicas, permitem também dotar o estudo da Medicina e da Biologia de bases mais concretas.

Postagens relacionadas
  • Retificadores e Nomenclaturas
  • Assim Surgiu a Eletrônica
  • Repelente Não Funciona
  • A Corrente é …..
  • Excesso de Corrente
  • Porque Não Atendo
  • Posts mais acessados
  • Teste de Bateria (39008)
  • Gerador Números Celular (29506)
  • Antena Para Celular (28892)
  • Amplicador 60 W RMS (21253)
  • Os Gatos & Dúvidas (19588)
  • Utilize a busca para encontrar o tema de seu interesse.
    Pense no meio ambiente antes de este link.