O Receptor de FM

Em um receptor básico de FM teremos os seguintes módulos ou estágios:

AMPLIFICADOR RF que é o circuito responsável pela amplificação e seleção da estação desejada.

Normalmente os estágios amplificadores utilizam a configuração, quando transistorizado, de base comum.

Componentes presentes neste estágio são a antena, os transistores e capacitor variável.

Defeitos mais comuns:

Não sintoniza nenhuma estação: verificar transistor amplificador de RF.

Barulho ao trocar de estação: limpar o capacitor variável (as vezes é necessário desmontá-lo e limpá-lo com álcool isopropílico, outras vezes um pouco de algum óleo fino em seu eixo resolve o problema.

O MISTURADOR faz o batimento da estação sintonizada com o sinal senoidal gerado pelo oscilador local.
A freqüência do oscilador local estará sempre 10,7 Mhz mais alta em relação à estação sintonizada.

Em sua saída teremos quatro sinais: a estação sintonizada, a freqüência do oscilador local, a diferença entre a estação sintonizada e o oscilador local e a soma da estação sintonizada com o oscilador local.

Os componentes presentes neste estágio são os transistores amplificadores, os componentes para a polarização dos transistores e as bobinas.

Defeitos mais comuns:

Se não sintoniza nenhuma estação, é preciso verificar transistor misturador e/ou os componentes de polarização, mas geralmente é o transistor mesmo.

O OSCILADOR LOCAL gera uma onda senoidal sempre 10,7 Mhz mais alta que a estação que se deseja receber, de forma a conseguirmos, através do batimento dos sinais a freqüência intermediária (FI) de 10,7 Mhz.

Os componentes presentes neste estágio são o capacitor variável, o transistor oscilador, componentes de polarização e bobinas.

Os defeitos mais comuns são a estações fora da posição no dial (mostrador), as bobinas descalibradas ou trimmers que ficam atrás do capacitor variável desregulados.

Se não sintoniza nenhuma estação, provavelmente o defeito é no transistor oscilador, então, verificar o transistor oscilador.

Em muitos receptores estes estágios podem ter como elemento ativo um só transistor, outras vezes dois.

Desta forma, podemos perceber que, um transistor pode fazer mais de uma função.
Existem rádios FM que podem ter estes estágios formados por um circuito integrado.
O AMPLIFICADOR DE FI amplifica a FI, que corresponde a diferença entre a freqüência do oscilador local e a freqüência da estação desejada.

A FI será modulada em freqüência e terá um valor central de 10,7 Mhz.

Os componentes presentes neste estágio são os filtros cerâmicos de 10,7 Mhz, bobinas e transistores e componentes de polarização.

O defeitos mais comuns é o rádio não sintonizar nada, então o procedimento é verificar os transistores amplificadores de FI ou CIs que amplifiquem a FI.

O LIMITADOR serve para limitar a amplitude do sinal de FI, isto é possível pois a informação de áudio está na variação da freqüência e não da amplitude da FI.

Esta limitação é necessária para o perfeito funcionamento de alguns tipos de discriminadores, portanto, nem todo rádio de FM precisa de um limitador.

Componentes mais comuns neste estágio são transistores e bobinas.

O defeitos mais comum é o áudio distorcido, o procedimento é verificar o transistor.

O DISCRIMINADOR DE FM é o estágio que separa a FI do sinal de áudio.

Existem diversos tipos de discriminadores.

Na saída deste estágio teremos o sinal de áudio que é transmitido.

Componentes mais comuns neste estágio são bobinas, diodos (sempre mais de um).

O defeitos mais comum é o rádio com som fanhoso, o procedimento é verificar o ajuste da bobina do discriminador, geralmente está ligada a dois diodos detectores, raramente, mas pode acontecer, um dos diodos está aberto ou em curto.

O PRÉ-AMPLIFICADOR DE ÁUDIO aumenta o nível de áudio presente na saída do discriminador de forma que este consiga excitar corretamente o amplificador de áudio.

Os componentes mais comuns neste estágio são transistores, potenciômetro de volume, ajustes de tonalidade e componentes de polarização.

Um dos defeitos mais comuns são o rádio não ter o áudio da recepção ou estar bem fanhoso ou com som muito baixo.

Se o rádio estiver sem áudio o procedimento inicial verificar os transistores pré-amplificadores.

Se tiver ruído ao se mexer no potenciômetro de volume ou na tonalidade o defeito é sujeira nos contatos e no eixo destes potenciômetros, o jeito é limpá-los, se não resolver é necessário a troca do potenciômetro.

O amplificador de áudio amplifica o áudio de forma que este consiga excitar o alto-falante e transformar sinais elétricos em som.

Os componentes mais comuns neste estágio são transistores, pequenos transformadores e circuitos integrados.
Os defeitos mais comuns são:

Se estiver sem áudio algum, o procedimento é verificar o CI ou transistores do estágio amplificador.

Se o som estiver “pipocando”, o procedimento é verificar o capacitor eletrolítico de acoplamento entre o alto-falante e a saída de potência.

A fonte de alimentação fornece a tensão de alimentação para todos os estágios do rádio.

Os componentes comuns neste estágio são suporte para pilhas, transformadores de força, diodos retificadores, reguladores de tensão, transistores de média potência, capacitores eletrolíticos de alto valor.

Os defeitos mais comuns são:

Se o rádio não liga o procedimento é verificar o suporte de pilhas e ver se os seus contatos não estão oxidados.

Verificar o transformador de entrada e transistor de regulagem da tensão da fonte.

Se o som estiver com um ruído grave de fundo, o procedimento é verificar diodos retificadores e capacitor eletrolítico de filtro.

Outras informações:

Em aparelhos estéreo existem alguns defeitos que são muito comuns:

Rádio não fica estéreo: verifique se não há um trimpot para ajuste do estéreo, muitas vezes este trimpot está defeituoso, se for preciso, troque-o e faça o ajuste, sintonize numa estação estéreo e com boa recepção, até que a indicação de estéreo se acenda.
Muitos rádios FM antigos usavam um CI MC1310 que era o responsável pela demodulação estéreo e, normalmente, o trimpot que fazia este ajuste apresentava defeitos.

Existem outros CIs que são um rádio FM inteiro praticamente, um exemplo disto e o TDA 7000, embora o CI TODA 7000 seja bom, ele tem demodulador estéreo, por é isso pouco utilizado.

Postagens relacionadas
  • Direcional Para 5.8 GHz
  • Teste de Módulos de RF
  • Módulos de RF 433 MHz
  • Celular Nos Confins
  • Bloqueadores de RF
  • As Ondas de Rádio
  • Posts mais acessados
  • Teste de Bateria (14904)
  • Antena Para Celular (12329)
  • Amplicador 60 W RMS (9773)
  • Os Gatos & Dúvidas (8348)
  • Ganhar na Loto Fácil? (5927)
  • Utilize a busca para encontrar o tema de seu interesse.
    Pense no meio ambiente antes de este link.   Dúvidas? Acesse o Fórum