A Criação de Circuitos

A eletrônica não tem tantos segredos como aparenta ter, é meio parecido ao ato de fazer mágica, pois quem sabe o truque pode continuar gostando de fazer mágica porque detêm a atenção de outras pessoas.

Na eletrônica é um pouco diferente, penso que quem gosta de eletrônica não quer chamar a atenção para si, o desejo é fazer para pesquisar, para entender cada vez mais e depois se for possível repassar as informações obtidas através das experiências.

Bem, dada “essa introduzida” vamos ao assunto desse texto, é que tenho recebido vários e-mails perguntado como são criados os circuitos eletrônicos, quem os criou e como é que são feitos.

Na realidade, os grandes circuitos são criados em partes e depois acopladas umas nas outras, e o conjunto final faz com que tudo funcione corretamente se todos os módulos estiverem funcionando corretamente.

Se apenas um módulo não estiver funcionando corretamente pode fazer com que todo o conjunto do sistema deixe de funcionar, não se preocupe com os componentes e seus valores, observe a imagem abaixo, trata-se de um circuito para testar o funcionamento de controle remoto, no esquema existem quatro cores que indicam quatro módulos.

estagios_esquema_cores
O módulo 1 (Laranja) é o circuito da fonte, se o fusível queimar ou a bateria estiver descarregada o restante dos módulos não funciona, para simplificar, não foi colocada no esquema uma chave liga-desliga, que tem como função fazer parar de funcionar o circuito inteiro.

O módulo 2 (azul claro) é o circuito sensor de infravermelho, ele é composto de um sensor e um transistor amplificador, além de resistores limitadores, detalhando melhor, R1 limita a corrente no foto transistor TIL78, R2 limita a corrente no transistor BC548 e do coletor desse mesmo transistor sairá o sinal para acionar os dois módulos seguintes, só haverá sinal para acionar os módulos seguintes se o sensor TIL78 estiver recebendo sinal luminoso comum ou luz infravermelho.

Um defeito em Q1 ou em Q2 faz com que esse módulo não funcione e não acione os módulos 3 e 4, defeitos nos resistores R1 e/ou R2 também faz o módulo 2 ficar inoperante, e resta ainda VR1 que faz o ajuste de sensibilidade, propositalmente existe a possibilidade de fazer um ajuste para que o circuito inteiro não funcione.

Como é fácil perceber, o módulo 2 é dependente do módulo 1, mas os módulos 3 e 4 dependem do módulo 2, e se algo não funcionar nos módulos 1 e 2 o circuito inteiro não funciona.

O módulo 3 (amarelo) é um circuito oscilador de relaxação que depende do módulo 2, o circuito oscilador é totalmente dependente do sinal retirado do coletor do transistor do módulo 2.

Há um par de transistores, um deles do tipo NPN e outro do tipo PNP, no caso de defeito em um deles, o circuito oscilador não funcionará, o mesmo pode ser dito em relação a R3 e C1, VR3 permite o ajuste do sinal retirado do coletor de Q2, o ajuste regula a frequência do sinal gerado pelo oscilador.

Quando me refiro a problema em transistores, nem sempre eles estão com defeito, muitos dos defeitos acontecem depois das ligações feitas e quando o circuito é ligado, no caso, são terminais dos transistores ligados em desacordo com o que indica o esquema, às vezes não acontece nada com o transistor e basta liga-lo corretamente para funcionar, em muitos casos ele fica torrado, daí não tem jeito.

O módulo 3 tem como função avisar com sinal sonoro que uma luz normal ou infravermelho está sendo percebida por Q1, o módulo 4 tem como função avisar com sinal luminoso que uma luz normal ou infravermelho está sendo percebida por Q1, pode parecer inútil os dois tipos de avisos, mas pode ter certeza que há aplicações que mesmo esse pequeno sinal luminoso tem utilidade.

No módulo 4, o R5 limita a corrente na base de Q5, R4 limita a corrente que circula por D1, e se apenas um desses componentes não estiverem funcionando corretamente, o restante do circuito funciona, mas o sinal luminoso não é emitido, pois o módulo 4 tem defeito.

Situações parecidas podem ser percebidas diariamente em todo lugar, há aparelhos de som que funcionam o canal esquerdo mas não funciona o canal direito, há aparelhos que ligam a fonte mas o restante permanece inoperante.

Há aparelhos de TV que tem uma imagem perfeita mas não tem nenhum som, e assim por diante.

Portanto, os circuitos são criados em módulos, depois o conjunto inteiro funciona corretamente se todos os módulos estiverem funcionando, se um módulo tiver defeito, a função correspondente e os módulos dependentes deixam de funcionar.

Existem casos em uma função do estágio inicial depende de uma tensão ou comando do estágio final, por isso o aparelho inteiro não funciona.

Espero que tenha conseguido esclarecer algumas dúvidas relacionadas a criação de circuitos, quanto a descobertas de defeitos, aí depende do esquema do circuito a ser consertado e da experiência adquirida na atividade.

Postagens relacionadas
  • Adeus Bateria de 9 Volts
  • Lote de BF494 Falsificado
  • Eliminador Baterias
  • Choques Como Proteção
  • Componentes eletrônicos
  • Assim Surgiu a Eletrônica
  • Posts mais acessados
  • Teste de Bateria (38778)
  • Gerador Números Celular (29096)
  • Antena Para Celular (28773)
  • Amplicador 60 W RMS (21153)
  • Os Gatos & Dúvidas (19489)
  • Utilize a busca para encontrar o tema de seu interesse.
    Pense no meio ambiente antes de este link.