Cuidado Com os Novos

Existem equipamentos que são muito difíceis de consertar e outros que são bem fáceis, é preciso ter sorte na hora da compra ou conhecer o aspecto visual do equipamento para saber escolher, a verdade é que nenhum vendedor fornece o “bendito diagrama elétrico” do equipamento que vende, por isso a grande maioria de aparelhos com defeitos até simples vira sucata quando apresenta algum defeito, e apenas técnicos com boa experiência consertam todo tipo de equipamento eletrônico sem o esquema elétrico.

Um dos grandes problemas não é o defeito que é causado durante a vida útil do equipamento, é justamente o defeito que surge ao ligar o aparelho pela primeira vez, atualmente boa parte dos equipamentos vem com um sistema que pode ser ligado diretamente em tomadas de 110 ou de 220 volts, é o sistema chamado bi-volt.

Mas não é todo equipamento que tem incorporado no seu circuito eletrônico o sistema bi-volt, e o usuário desatencioso compra e chega em casa todo ansioso para ligar na tomada sua nova aquisição, e esquece das partes mais importantes, claro que às vezes também demorada, que é a leitura do manual.

O descuido ao ligar um equipamento em tensão de 220 volts com a chave seletora de tensão na posição de 110 volts pode determinar o sucateamento do equipamento por não compensar financeiramente, é obvio que a garantia não cobre um descuido como esse.

Se o aparelho for de boa procedência provavelmente tem uma fonte bem elaborada no seu circuito eletrônico, o conserto pode ser a simples retirada de um varistor colocando um novo no mesmo local e também substituir o fusível por outro das mesmas especificações do original, e o equipamento volta funcionar normalmente.

Os componentes mais sujeitos a falhas por erros na hora de ligar a fonte são a ponte de diodos, os capacitores eletrolíticos e os transistores reguladores de saída, obviamente que dependendo de qual componente que é afetado, defeitos graves surgirão nos componentes do(s) estágio(s) seguinte(s).

Quando é esquecida a chave seletora de tensão na posição de 110 volts, o circuito eletrônico de entrada (depois do fusível) recebe o dobro da tensão (220), e como foi projetado para funcionar com tensão de 110 volts não suporta e queima.

É quando estouram capacitores, queima ponte de diodos, queima o fusível, os transistores de polarização, os transistores de saída também podem queimar, e, em muitas das vezes não justifica perder tempo fazendo orçamento, pois o possível cliente não irá pagar por um conserto o mesmo valor que pode pagar para adquirir um equipamento novo.

Postagens relacionadas
  • Retificadores e Nomenclaturas
  • Assim Surgiu a Eletrônica
  • Repelente Não Funciona
  • A Corrente é …..
  • Excesso de Corrente
  • Porque Não Atendo
  • Posts mais acessados
  • Teste de Bateria (33769)
  • Antena Para Celular (25899)
  • Gerador Números Celular (19404)
  • Amplicador 60 W RMS (18752)
  • Os Gatos & Dúvidas (17805)
  • Utilize a busca para encontrar o tema de seu interesse.
    Pense no meio ambiente antes de este link.