Receptor IR Codificado

Na figura abaixo é mostrado um circuito de receptor infravermelho, em outro projeto aqui mesmo no Ibytes é descrito o circuito transmissor que faz o par com este circuito, assim você pode montar o transmissor e o receptor, e poderá usá-los para controlar cargas ou dispositivos a distância, ou seja, sem fio e com um elevado grau de segurança.

Assim como no caso do transmissor, o receptor também é formado pelo circuito integrado TEA 5500 que é um codificador de 10 posições, que lê linhas de entrada e, dependendo do estado destas linhas, será gerado o código.


Note que a combinação dos pinos 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13 e 14 devem ser iguais, pois a combinação desses pinos é que faz o código que é recebido, no caso, o receptor só irá detectar o sinal do transmissor se as combinações dos pinos dos circuitos integrados TEA 5500 forem exatamente as mesmas.

Geralmente, as combinações são feitas com chaves DIP miniatura, mas nada impede que sejam soldados os pinos diretamente, é importante lembrar que cada posição de codificação permite três estados: alto, baixo ou indeterminado.

Levando em conta que existem duas combinações iguais, elas estão aptas a receber sinais codificados com 59.047 opções, acredito que isso é muito mais do que o suficiente para a maioria das aplicações.

Para evitar problemas na recepção, no receptor é usado o mesmo circuito integrado TEA5500 com a mesma combinação dos pinos 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13 e 14 , só que no caso da recepção, ao invés de acionar um emissor infravermelho, o sinal infravermelho que foi transmitido é detectado, amplificado e aplicado a um transistor que fará acionar um relê toda vez que o receptor detectar o sinal emitido pelo transmissor.

O CI CA3140 é um circuito integrado amplificador operacional que funciona como pré-amplificador, e nesse circuito ele é usado para amplificar os sinais recebidos pelo foto-transistor infravermelho, e o sinal é aplicado na base de um trasistor NPN, que pode ser um BC237 ou um BC547.

O trimpot de 470K é para ajustar a sensibilidade de recepção, existe a necessidade de bom nível do sinal recebido para comparar o código recebido, pois o conjunto com seus pulsos age sobre as saídas, mas não exatamente o mesmo trem de pulsos, pois existe um mecanismo de segurança que impede que outro código decodificado por um período razoável de tempo acione o circuito final.

O circuito final só é ativado quando um mesmo código é recebido três vezes, note que na função como receptor o circuito integrado age sobre os pinos 3 e 4 alternadamente, mas nesse circuito, vamos juntar as duas saídas, e o efeito é de que qualquer ação no controle o relé vai acionar.

Também podem ser colocados dois transistores e dois relés de saída, ficando com dois canais, mas só um comando.
O circuito do receptor é alimentado por 6 volts que podem vir de uma bateria formada por um conjunto de 4 pilhas ou de e uma fonte de tensão contínua estabilizada, lembre-se que a bobina do relê deve ser para 6 volts.

O foto-transistor deve ser posicionado de forma que “perceba” o sinal o mais distante posssível, é o mesmo que dizer que o fototransistor deverá ficar livre, e de forma que “veja” o LED emissor IR , é algo do tipo, “um tem que ver o outro”, mas não precisa fios, para quem desejar alcance acima de 4 metros, vai precisar usar um, ou dois conjuntos de lentes.

Postagens relacionadas
  • Faróis Apagados?
  • Proteja Portas e Janelas
  • Fazer Bengala Eletrônica
  • Lâmpada de Corredor ou Escada
  • Sem Pânico Para Idosos (P2)
  • Sem Pânico Para Idosos (P1)
  • Posts mais acessados
  • Teste de Bateria (14748)
  • Antena Para Celular (12193)
  • Amplicador 60 W RMS (9684)
  • Os Gatos & Dúvidas (8261)
  • Ganhar na Loto Fácil? (5872)
  • Utilize a busca para encontrar o tema de seu interesse.
    Pense no meio ambiente antes de este link.   Dúvidas? Acesse o Fórum