Alô!! Aqui é da Terra!!!

Minha estação de escuta é composta de um Rádioshack Pró 94, nas minhas horas de folga adoro ficar “atrás do toco” escutando principalmente as comunicações da policia militar, mas o rádio fica escaneando as frequências e só quando capta alguma coisa o silenciador (squelch) trava na estação, mas quando o sinal modulado termina, a corrida pelas frequências continua.

Escuto sinais de todos os tipos, e não dou importância para sinais codificados, mesmo porque, dá trabalho descobrir como decodificar se não souber o processo pelo qual foi codificado.

Mas um sinal captado em 832,615 MHz me deixou intrigado, era um sinal codificado, e eu estava ali, não dava importância para sinais assim, mas esse me chamou a atenção, ainda não sabia porque, mas estava lançado o desafio, pensei comigo mesmo.

Pensei em descobrir a origem do sinal, já que “ainda” não sei o conteúdo, e de antena direcional em punho, subi na laje e pensei, a antena vai me dar a direção, de muito longe não pode ser, é em UHF, e, portanto, a fonte emissora não passa da linha do visual.

Como sinal era em intervalos regulares, seria fácil, e na hora da recepção do sinal eu já estava preparado, e se fosse preciso, o carro também já estava a postos, os intervalos eram de hora em hora e sempre no primeiro quarto de hora.
E às dez horas e quinze minutos começaram as transmissões novamente e com os mesmos sons que não dava para entender nada, e para deixar ainda maior a curiosidade, eram sons sem interrupções que pudessem indicar conversas telefônicas.

Mas nem precisou usar o carro, com a ajuda de uma antena direcional para UHF para saber de onde o sinal vinha mais forte, localizei o provável local de onde vinha o “sinal codificado”, estava um pouco longe e quase fugia da visada, mas era do outro lado do rio Itajaí-Açú, e como se acha operador de rádio olhando a casa para ver se tem antena, foi até muito fácil.

E não é que encontrei outro maluco que gosta de mexer em radiofrequência  Só que esse ao invés de ficar escutando, fica transmitindo, e não quer pouca coisa, ele quer simplesmente fazer contato com extraterrestres, e para isso manda para o espaço uma mensagem codificada com a seguinte frase: “Alô, alô, aqui é da terra, alguém consegue me ouvir?” e repete por cinco minutos em cada hora a mesma mensagem “codificada”.

E a codificação? O outro mais doido que eu utiliza um método de codificação antigo que era utilizado em espionagem, onde a mensagem a ser enviada era gravada numa fita K-7 na velocidade normal, e depois a fita era colocada em outro gravador que rodava a fita numa velocidade muito maior, e o sinal codificado era ligado a um transmissor, e quem “é normal” e escuta uma transmissão dessas não entende nada.

Mas quem sabe como é o processo de codificação, grava a mensagem num gravador “rápido” e executa em velocidade lenta, e escuta o conteúdo da gravação normalmente, e é assim que funcionava a codificação e a decodificação de sinais na espionagem antiga.

Para completar, não fui eu quem descobriu o método de codificação dos sinais, o próprio “saca-tripa” (ficamos amigos, é óbvio) que é quem transmite os sinais “codificados” que me contou o método, mesmo sendo simples e bem antigo, provavelmente eu levaria meses ou talvez anos até descobrir a técnica, isso se descobrisse.

Postagens relacionadas
  • Direcional Para 5.8 GHz
  • Teste de Módulos de RF
  • Módulos de RF 433 MHz
  • Celular Nos Confins
  • Bloqueadores de RF
  • As Ondas de Rádio
  • Posts mais acessados
  • Teste de Bateria (14748)
  • Antena Para Celular (12190)
  • Amplicador 60 W RMS (9684)
  • Os Gatos & Dúvidas (8260)
  • Ganhar na Loto Fácil? (5872)
  • Utilize a busca para encontrar o tema de seu interesse.
    Pense no meio ambiente antes de este link.   Dúvidas? Acesse o Fórum