Provedor Acesso Sem Fio

Mesmo com a expansão do acesso 3G ainda é comum o interesse pelo projeto de provedor de acesso através de radiofrequência  o não mais desconhecido acesso wireless, ou acesso sem fios.

Pois bem, o sucesso ou fracasso depende de várias escolhas, desde o link de acesso aos equipamentos, não deixando as antenas de fora, embora ignorada por muitos, a escolha certa da antena faz muita diferença.

Como recebo várias perguntas a respeito e não posso responder a quantidade de e-mails eu faço um filtro e escrevo sobre mais comuns, e dessa vez é a vez de provedor wireless.

A maior dúvida é relacionada a abrangência do sistema, lógico que para um provedor o interesse é disponibilizar o acesso para os quatro pontos cardeais, então surge a pergunta: posso colocar duas ou mais antenas no mesmo roteador?

A resposta não é nem positiva e nem negativa, o correto é depende, pois se o roteador foi projetado para funcionar com duas antenas podem ser colocadas duas antenas, mas se ele foi projetado para uma antena, então apenas uma antena pode ser instalada.

Em minhas experiências, nunca obtive bons resultados com roteadores de duas antenas, embora existam boas marcas, a potencia de saída de radiofrequência geralmente não passa dos 19 dBm, o que é muito pouco para um provedor, é o equivalente a 50 mW, o ideal para um provedor é roteador com 30 dBm, que é aproximadamente 1 watt, mesmo sendo raros, eles existem, mas os mais comuns tem de 22 a 26 dBm, o que corresponde de 150 mW a 400 mW respectivamente.

Escolher bem o roteador é de vital importância, mas a antena que vai trabalhar junto também é interessante, provedores “chinfrim” utilizam antenas OMNI para economizar e por isso perdem em alcance, perdendo dinheiro porque não querem investir em equipamentos e antenas, aliás, tem gente que pensa que pagando um link de 2 MB e distribuindo sinal dá para sobreviver.

Um provedor de verdade mesmo deve ser planejado, no esquema abaixo é mostrada a minha sugestão para abranger os quatro pontos cardeais com alcance real de 3 KM em cada direção se existir visada direta, isso dá um raio de 6 KM.

O sistema é relativamente simples de ser montado, um link de acesso à internet ligado a um modem ADSL ou TV a Cabo, se o modem ADSL tiver quatro portas LAN o HUB-SWITCH pode ser descartado, caso contrário deve ser usado um, a ligação é simples: o sinal ADSL saí do modem e ligado a HUB-SWITCH para dividir o sinal, então é levado ao roteador através de um cabo de rede, e cada roteador cobrirá uma área, cuja antena direcional, preferencialmente de grade, deve ficar apontada na direção previamente escolhida.

Se optar por apenas cobrir o norte e o sul do ponto de acesso, não será preciso alterar as configurações de IP dos roteadores, mas caso contrário, cada roteador deve operar numa faixa de IPs diferente para que não existam conflitos de IP nas máquinas clientes, claro que o ID de cada rede sem fio deve ter nome diferente, para melhor esclarecer, norte, sul, leste e oeste são bons nomes de rede para lembrar exatamente a função de cada roteador com a respectiva antena.

No mais, a potência do roteador, a visada, o nível de sinal, o nível de ruído e o ganho da antena determinam o alcance do sinal.

Postagens relacionadas
  • Direcional Para 5.8 GHz
  • Teste de Módulos de RF
  • Módulos de RF 433 MHz
  • Celular Nos Confins
  • Bloqueadores de RF
  • As Ondas de Rádio
  • Posts mais acessados
  • Teste de Bateria (14140)
  • Antena Para Celular (11765)
  • Amplicador 60 W RMS (9414)
  • Os Gatos & Dúvidas (7959)
  • Ganhar na Loto Fácil? (5686)
  • Utilize a busca para encontrar o tema de seu interesse.
    Pense no meio ambiente antes de este link.   Dúvidas? Acesse o Fórum