Testando Capacitores

Testar capacitores é muito importante quando se aproveita o componente de outro equipamento que já foi sucateado, o teste de capacitores utilizando o multímetro é descrito em outro link desse mesmo site, no entanto, existem aqueles que não sabem ou não querem testar, por isso muitas das vezes o projeto experimental acaba por não funcionar justamente porque o componente reutilizado está com defeito.

Nesse texto é explicado como testar o funcionamento de capacitores, nem mesmo um multímetro será necessário, será necessário montar um pequeno circuito eletrônico para essa finalidade, circuito com peças fáceis de serem encontradas, por isso podem ser até reaproveitadas.

O circuito eletrônico para testar o funcionamento de capacitores é mostrado na figura abaixo.


O circuito utiliza dois transistores, 1 transistor NPN de uso geral, qualquer transistor NPN de sinal serve, portanto, BC 547 ou equivalente, 1 transistor PNP de uso geral, da  mesma forma, qualquer transistor PNP de uso geral serve, pode ser um BC 557 ou equivalente.

Sempre costumo lembrar, um transistor pode ser equivalente, mas os terminais podem ser diferentes, então cuidado com esse detalhe.

O circuito utiliza também 2 resistores, um resistor de 2M2 e outro resistor de 1K5 e um pequeno auto-falante, para alimentar o circuito, 2 ou 4 pilhas pequenas ou uma fonte de 6 volts contínuos.

É só montar o circuito e deixar o capacitor CX sem colocar, ou coloque para testar a montagem, depois retire o capacitor.

Para testar o funcionamento de capacitores é só encostar os terminais do capacitor em teste, se o circuito emitir algum tipo de som, o capacitor está bom, se for escutado apenas um click ou nada for escutado, o capacitor está ruim.

Este teste funciona com capacitores acima de 1Kpf, capacitores com capacitâncias menores não são escutados os sons, pois a frequencia de de oscilação do circuito ultrapassa o limite dos nossos ouvidos.

O capacitor que vai ser testado deve ser descarregado antes do teste, a descarga deve ser feita para que o teste seja correto e evitar danos permanentes ao circuito.

Para descarregar um capacitor é só colocar os seus dois terminais em curto através de uma chave de fenda ou um alicate de bico, obviamente o capacitor deve estar fora de qualquer circuito eletrônico.

Dependendo do uso e do valor do capacitor, ele pode estar muito carregado e ao colocar seus terminais em curto poderá ocorrer faíscas e um estalo, na verdade um curto-circuito.

Caso o capacitor a ser testado for para uso com uma tensão alta e possua um valor na ordem de microfarads (uF) pode ser necessário descarregá-lo através de um resistor de baixo valor (aproximadamente 100 Ohms) e só depois os seus terminais devem ser colocados em curto.

É bom recordar um pouco do funcionamento de um capacitor, como sabemos um capacitor impede a circulação de corrente contínua e para corrente alternada ele oferecerá uma certa dificuldade.

Esta dificuldade é chamada de reatância capacitiva (XC) e dependerá do valor do capacitor e do valor da freqüência, por isso, dependendo do valor (em farad) o circuito eletrônico vai gerar certo tipo de som, para outro valor, outro valor, outro tipo de som, mas se emitir qualquer tipo de som contínuo audível, o capacitor está bom.

Podemos dizer que quanto maior o valor do capacitor maior será o tempo necessário para ele se carregar e maior será a corrente armazenada no capacitor, portanto, o som gerado será mais grave quanto maior for o valor do capacitor, e mais agudo quanto menor for o valor do capacitor.

Conforme já foi citado, com este tipo de teste não dá para saber o valor exato do capacitor, mas apenas se ele não está aberto, com fuga ou em curto, ou seja, se está ou não funcionando.

Para saber o valor exato é necessário o uso de um capacímetro, mas com o passar do tempo utilizando um circuito desses dá para pegar experiência e adivinhar com boa aproximação o valor do capacitor, afinal, o princípio de funcionamento do
circuito descrito é o mesmo do capacímetro.

O que podemos fazer é pegar um capacitor, que sabemos que está bom e seja do mesmo valor do capacitor testado, e comparar com o som emitido pelo circuito com este capacitor com o capacitor a ser testado.

Se der muita diferença entre estas posições provavelmente o capacitor em teste terá alguma alteração.

Os capacitores eletrolíticos também podem ser testados, mas o lado positivo (marcado com +), é o lado que vai a base do transistor NPN, e o som emitido será próximo ao de uma motocicleta em marcha lenta.

Postagens relacionadas
  • Retificadores e Nomenclaturas
  • Assim Surgiu a Eletrônica
  • Repelente Não Funciona
  • A Corrente é …..
  • Excesso de Corrente
  • Porque Não Atendo
  • Posts mais acessados
  • Teste de Bateria (14532)
  • Antena Para Celular (12042)
  • Amplicador 60 W RMS (9583)
  • Os Gatos & Dúvidas (8153)
  • Ganhar na Loto Fácil? (5803)
  • Utilize a busca para encontrar o tema de seu interesse.
    Pense no meio ambiente antes de este link.   Dúvidas? Acesse o Fórum