Transmite Até Onde?

Faz muito tempo que eu e meu irmão brincávamos com transmissores de frequência modulada, e era motivo de satisfação cada vez que a gente conseguia fazer um transmissor que irradiasse as ondas eletromagnéticas mais longe.

É preciso citar que naquele tempo não existia disponibilidade de componentes para realizar testes, então a gente tinha um manual de equivalência de transistores e as bobinas e os choques de radiofrequência a gente ia criando e testando várias configurações com vários valores de componentes, é mais ou menos igual a carro velho, a gente aprende os macetes praticamente na marra.

Entre os macetes que a gente vai aprendendo é que não resolve ter um aparelho transmissor de alta potência se a antena não estiver com a impedância bem casada para que ela possa transferir o máximo da potencia gerada para a antena e esta irradiar as ondas eletromagnéticas para o espaço.

Para quem é fanático por transmissões as redes sem fios são apenas rádios que se comunicam entre si, e para quem é amante da transmissão através das ondas eletromagnéticas deseja sempre o máximo do alcance.

Existe quem pense que o máximo de alcance é obtido com aparelhos de alta potência, é um engano pensar que a solução de grande parte dos problemas está no transmissor de alta potência, a realidade é outra e a prática comprova que nem tudo é como dizem os vendedores de equipamentos.

Com potência menor que 500 miliwatts é possível se comunicar a distâncias que na teoria parece impossível, e com 5 watts, que em teoria o sinal deveria ser captado a pelos menos 4 quilômetros mas não é captado nem em 500 metros.

Um exemplo bem simples é o caso das comunicações entre uma base em terra e os rádios nos satélites, com potência menor que 1 watt a comunicação acontece normalmente, claro que não existem obstáculos visuais entre as antenas, e digamos que são antenas de dar inveja em qualquer um, pelo material usado, pela sintonia e pelo casamento de impedância.

Voltando para o nosso mundinho terreno, sabemos que existem casos em que escritórios possuem redes wireless, e a 100 metros está localizada a residência e mesmo assim são pagos por 2 acessos à internet pelo simples fato de não adquirir equipamentos de acordo com a necessidade.

Claro que cada caso é um caso, mas de maneira geral podemos dizer que com um roteador com potência de 200 mW (23 DBm) e com uma antena de 6 DBi o alcance da transmissão chega a 1 quilômetro, mesmo havendo perdas.

Isso quer dizer que o usuário comum pensa que pode captar o sinal e navegar tranquilamente, na prática, ele pode captar o sinal mas conectar e navegar vai depender de vários fatores.

O primeiro fator é sem dúvida é o enlace perfeito, ou seja, as antenas se “enxergarem” e trocarem informações entre si, pois é na troca de informações entre as antenas que começa a conexão entre os computadores de uma rede.

Existem muitos boatos a respeito de conexão entre computadores de uma rede, há quem fale em 50 quilômetros, pode existir sim e vai depender de vários fatores, principalmente da potência de radiofrequência, do tipo e ganho das antenas utilizadas e também da topografia.

Mas só haverá conexão se as duas estações forem tecnicamente parecidas, não adianta antena de alto ganho, topografia favorável se as características técnicas das estações forem muito diferentes.

O maior problema que acontece e geralmente fica sem solução é o caso de um roteador ter potencia de 26 DBm (400 mW) e o computador ter uma placa wireless com 15 DBm (32 mW), mesmo com antenas idênticas e topografia favorável a conexão estará limitada ao alcance de transmissão da placa wireless.

Obviamente que 32 mW é menor que 400 mW, supondo que as antenas utilizadas tenham ganho parecido, o roteador por ter 400 mW de potência envia o sinal a uma distância hipotética de 2 quilômetros, e a placa wireless com 32 mW envia o sinal a uma distância hipotética de 200 metros.

Então surge a dúvida de como acontecem as conexões à longas distâncias, o que é feito é fazer com que o roteador seja transformado em uma placa wireless, assim, ele é configurado em modo cliente, sendo equipamentos similares as potências envolvidas serão parecidas, com antenas de ganho parecido não haverá o problema de captar o sinal e não conseguir conectar.

Postagens relacionadas
  • Direcional Para 5.8 GHz
  • Teste de Módulos de RF
  • Módulos de RF 433 MHz
  • Celular Nos Confins
  • Bloqueadores de RF
  • As Ondas de Rádio
  • Posts mais acessados
  • Teste de Bateria (14140)
  • Antena Para Celular (11765)
  • Amplicador 60 W RMS (9414)
  • Os Gatos & Dúvidas (7961)
  • Ganhar na Loto Fácil? (5686)
  • Utilize a busca para encontrar o tema de seu interesse.
    Pense no meio ambiente antes de este link.   Dúvidas? Acesse o Fórum