Sinal TV e FM Fracos?

O circuito aqui apresentado tem como função amplificar os sinais recebidos por uma antena de TV, FM ou VHF fornecendo um ganho de aproximadamente 50 vezes, o que corresponde a mais ou menos 16 dB.

É um circuito ideal para ser usado em locais que recebem sinais fracos nestas faixas de freqüências.

É de utilidade para locais que ficam longe das estações de TV ou das estações de FM, também é útil para os “corujas” da faixa de VHF que pretendam obter o máximo de ganho de recepção dos receptores de VHF, como sabemos, uma boa antena é necessário, mas o ganho de uma boa antena somado ao reforço de um amplificador de sinal, deixa as coisas mais interessantes.

Nos testes de funcionamento o amplificador apresentou boa amplificação dos sinais de radiofreqüência recebidos entre 50 e 220 MHz, portanto, pode ser utilizado para amplificar os sinais dos canais baixos de TV (52 a 88 MHz), FM (88 a 108 MHz) VHF (110 a 220 MHz), incluindo nestas faixas as freqüências comerciais, aviação, serviços públicos, rádio-amador, navegação marítima e canais de TV altos, que vão de 162 a 213 MHz.

O circuito utiliza apenas dois transistores, sendo um bipolar e um efeito de campo e tem um consumo extremamente baixo, não ultrapassa os 5 mA, o que permite que a alimentação seja retirada do próprio aparelho receptor, ou de uma bateria em bom estado, conforme prevê o circuito.

O circuito tem sintonia dupla, isso permite ajustar o melhor ganho na freqüência sintonizada, tendo ótimo desempenho mesmo sem ter vários capacitores e indutores a serem sintonizados, isso deixa o circuito extremamente simples, permitindo a montagem até por aqueles que tenham pouca experiência em montagens.

Das bobinas dependem as bandas de freqüências a serem amplificadas, portanto, elas devem ser confeccionadas pelo próprio montador.

Para obter bons ganhos de sinal, as bobinas devem ser enroladas sobre base de 10 milímetros com fio esmaltado AWG 22, e devem ter as seguintes especificações:

Para amplificar sinais de 50 a 88 MHz L1 e L4 devem ter 6 espiras, L2 e L3 devem ter 3 espiras.

Para amplificar sinais de 88 a 108 MHz L1 e L4 devem ter 4 espiras, L2 e L3 devem ter 3 espiras.

Para amplificar sinais de 110 a 140 MHz L1 e L4 devem ter 3 espiras, L2 e L3 devem ter 2 espiras.

Para amplificar sinais de 140 a 220 MHz L1 e L4 devem ter 2 espiras, L2 e L3 devem ter 1 espiras.

Os dois transistores, sendo um de efeito de campo e o outro bipolar, estão em configuração chamada de cascata, com isso é alcançado um bom ganho e baixo nível de ruído.

O sinal proveniente da antena é acoplado ao circuito através de L3 e L4, L3 faz o isolamento entre a antena e o circuito, evitando que todo tipo de ruído que venha da antena circule pelo circuito, em paralelo com L4 existe um capacitor ajustável (CV2), seu valor máximo não deve passar dos 70 picofarads (70 pF), e deve ser ajustado de tal forma que permita chegar a porta do transistor de efeito de campo (FET) apenas as freqüências que desejamos amplificar.

O circuito tem alto ganho devido a configuração dos transistores em cascata, e depois de passar pelo transistor de efeito de campo, no coletor do BF454 o sinal amplificado é transferido para o circuito sintonizado que é formado por L1 e CV1, com a utilização do recurso de indução apenas são transferidos para o receptor os sinais das freqüências desejadas.

Os resistores de 4K7 e 5K6 fazem a polarização do transistor BF494, e o capacitor de 1nF faz o desacoplamento de RF, evitando que o circuito oscile por conta própria.

As bobinas são importantes por isso têm as características listadas acima, dependendo do tamanho e do número de espiras a faixa de operação, como reforço de memória devo afirmar que elas devem ser enroladas sobre uma base de 10 milímetros (um lápis serve de forma) e o fio deve ser esmaltado com a especificação 22 AWG.

Neste circuito é utilizado o recurso da auto-indução, assim, L1 deve ser enrolada sobre L2 e ter núcleo de ar, L3 deve ser enrolada sobre L4 e da mesma forma, com núcleo de ar e com diâmetro de 10 milímetros, portanto, existem vínculos entre as bobinas.

O amplificador de sinal deve ser instalado entre a antena e o receptor, deve ser utilizado um cabo blindado de 300 ohms para esta finalidade, na falta, um cabo do tipo fita também servirá, mas deverá ser o mais curto possível.

Caso deseja usar uma fonte de alimentação ela pode ser montada pelo interessado, a sugestão é de 12 volts, mas o circuito funciona muito bem de 9 a 15 volts, portanto não é crítico, mas a filtragem tem que ser boa, ou então o receptor irá captar também o ruído dos 60 Hz originários da fonte, em todo caso, não justifica, pois o consumo é bem baixo.

A respeito de amplificação de sinal de radiofreqüência, é bom citar que se o nível de sinal de entrada para uma antena externa for muito baixo, pode haver sobreposição ruído, que também será amplificado.

Neste caso, o amplificador não é a solução para melhorar a recepção, então deve-se pensar antes numa antena com ganho maior, antes de usar um amplificador de sinal.

Postagens relacionadas
  • Faróis Apagados?
  • Proteja Portas e Janelas
  • Fazer Bengala Eletrônica
  • Lâmpada de Corredor ou Escada
  • Sem Pânico Para Idosos (P2)
  • Sem Pânico Para Idosos (P1)
  • Posts mais acessados
  • Teste de Bateria (13874)
  • Antena Para Celular (11528)
  • Amplicador 60 W RMS (9276)
  • Os Gatos & Dúvidas (7838)
  • Ganhar na Loto Fácil? (5589)
  • Utilize a busca para encontrar o tema de seu interesse.
    Pense no meio ambiente antes de este link.   Dúvidas? Acesse o Fórum