Matador de Insetos

A utilização de inseticidas para controlar as pragas nas casas e apartamentos não leva em consideração os efeitos colaterais que podem causar até surtos de pragas secundárias.

É preciso ter em mente que preservação e manutenção dos inimigos naturais de cada tipo de insetos são imprescindíveis para estabelecer o equilíbrio biológico e evitar os efeitos indesejados do uso de inseticidas químicos.

Os ambientalistas são contra o uso de inseticidas, são até contra eliminar insetos como baratas, moscas, pernilongos, talvez seja porque eles gostem tantos de insetos que tenham viveiros com insetos em suas casas, talvez odeiem os predadores naturais das moscas, baratas e pernilongos por razões óbvias.

Alguns autores têm abordado a importância em escolher bem os tipos de inseticidas e a importância dos predadores na manutenção dos insetos para a ação natural de controle das pragas, mas não se conhece o seu impacto sobre predadores.

De qualquer modo, ao utilizar inseticidas devemos ter consciência dos riscos na natureza, nos dias atuais o uso de inseticidas é considerado um dos principais fatores responsáveis pelo aumento da produtividade agrícola, mas a maior parte dos inseticidas oferece riscos para o meio ambiente através de impactos nos ecossistemas gerados principalmente pela poluição da água, e nos seres humanos os inseticidas oferecem riscos para a saúde, pois as maiorias dos inseticidas são tóxicas.

Existem várias recomendações para o manuseio de inseticidas, uma delas é ter cuidado com o manuseio de embalagens de inseticidas, evitando respingos, derramamento do produto, etc.

Manusear inseticidas é perigoso e ainda tem o risco de encontrar algum ambientalista, por isso foi criado um matador de insetos eletrônico, a finalidade é matar baratas, moscas, pernilongos e qualquer outro tipo de inseto que tenha “perninhas” ou asas sem usar inseticida, no caso, não é uma morte natural, o que acontece é que o circuito proposto gera uma alta tensão que fica separada por eletrodos, e quando o inseto (a vítima) passa entre os eletrodos ele faz com que uma faísca seja gerada e a faísca “asse” o inseto.

O circuito eletrônico do matador de insetos proposto tem como coração do circuito um oscilador controlado por tensão, no oscilador são usadas duas portas inversoras de um CI CMOS 4069 ou CI 40106, como cada circuito integrado desses tem seis portas inversoras, ainda são usadas mais duas portas inversoras para isolar e servir de buffer do sinal oscilante gerado.

O componente que pode ser o mais crítico é o fly-back de TV, pode ser um fly-back de uma TV que queimou, mas que o defeito não era no fly-back, o sinal oscilante gerado é aplicado numa das portas (gate) do transistor de efeito de campo (FET)IRF 640, que é componente muito comum, mas requer cuidados na soldagem, na outra porta (gate) do transistor de efeito de campo (FET) também tem o sinal aplicado em sua porta, mas de forma invertida, assim, quando uma porta liga a outra porta desliga.

Com as portas dos transistores de efeito de campo trabalhando em contra-fase é obtido um ótimo rendimento, e pode ser conseguido gerar tensão de até 5.000 volts na saída do flay-back, utilizando 12 volts na alimentação, e 5.000 volts é mais que suficiente para assustar pessoas e matar insetos assando suas pernas ou asas.

Nem pense em utilizar um multímetro para medir o nível de tensão na saída do fly-back, lembre-se, se o fizer, o multímetro vai quimar, e não corte o fio que sai do fly-back que na funcção original levaria a alta tensão até o tubo de imagem, utilize ele para fazer a ligação na armadilha propriamente dita.

Para cada 1.000 volts gerados, é necessário 1 cm de separação das partes metálicas, que são sugeridas abaixo, uma sugestão é colocar duas chapas de alumínio ou zinco separadas em 1 cm, colocando a isca no meio, sugerindo que o inseto vá até a comida (isca) e fique assado, nessa opção só obtive bons resultados com baratas.

Na segunda opção, é a melhor para pegar moscas, basta colocar a isca para pegar moscas numa vasilha plástica a colocar o gerador de faíscas em cima, ao pousar em cima, dependendo do lugar nada acontece, mas ao passar entre os elementos, a mosca recebe eletricidade de dois lados, queimando as asas e pernas, como as moscas não têm poder regenerativo elas morrem, o mesmo acontece com pernilongos.

Os pernilongos são mais difíceis de matar com esse sistema, é preciso fazer com fios mais juntos e deixar nas janelas ou em locais de passagem, assim quando eles entrarem ficam assados e em vez deles fazerem bzbzbz no seu ouvido você poderá fazer neles.

No caso de moscas, e pernilongos pode ser usada como isca a luz de uma lâmpada fluorescente comum roxa, que pode ser encontrada em qualquer depósito onde é vendido material elétrico.

As luzes de cor roxa atraem os insetos, e estes ao passar entre os elementos que estão com potencial de alta tensão levam uma descarga elétrica e morrem, não me perguntem porque, mas os insetos preferem luzes que emitem espectros próximos ao ultravioleta, tipo azul, lilás, roxo, as moscas gostam de azul, se conseguir encontrar, o tipo de luz mais eficiente para atrair insetos é o tipo de luz que emite raio infravermelho + CO2.

Para conhecimento, os pernilongos e os mosquitos que se alimentam de sangue são fêmeas, e são atraídos pela respiração, ou seja, pelo gás carbônico que é expelido, é por isso que sempre atacam próximo ao rosto.

Nem todos os insetos são atraídos pela luz, e isso varia e depende dos hábitos e dos tipos de alimentação de cada inseto, para matar moscas a tarefa é um pouco mais fácil pelo fato de se alimentarem de restos de matéria orgânica em decomposição, como também substâncias açucaradas, entre outros exemplos, então a luz pode ser descartada e utilizar iscas pode ser mais barato.

Evite colocar o matador de insetos na rua, principalmente se estiver usando como meio de atração lâmpadas, dentro de casa o aparelho se mostrou bem eficiente e cumpre o prometido com boa folga, mas se o matador de insetos for colocado na parte externa da casa, mais de 60% dos insetos que morrem são besourinhos, mariposas pequenas, e carochas, portanto, insetos inofensivos, e pernilongos são poucos pernilongos que morrem na parte externa da casa.

Voltando ao circuito, pouco tem a dizer sobre ele, todos os componentes são comuns, os resistores são todos de 1/8 de watt, os capacitores devem ter tensão de isolamento para 25 volts ou mais, e o fly-back é o elemento mais crítico por ter que ser encontrado o enrolamento que corresponde ao primário, tarefa simples para os experientes, mas não tão simples para quem não sabe exatamente como fazer.

O CI é do tipo CMOS 4069 ou 40106, e os transistores de efeito de campo (FET) podem ser substituídos por qualquer tipo de FET com canal N, preferencialmente os dois devem ser iguais.

Sempre sugiro que seja feita a montagem experimental em matriz de contatos ou placa de circuito impresso ilhada e virada ao contrário, assim é possível emperimentar componentes obtendo diversos resultados.

Com tudo desligado conecte o ponto marcado 1 do transformador ao sistema escolhido, o ponto 2 da mesma forma, ligue o circuito e alimentação de 12 volts e com uma agulha de fazer tricô (de plástico) com um algodão úmido na ponta, movimente lentamente o potenciômetro de 1 méga-ohms até que saltem faíscas na distância que se pretenda que elimine o inseto, nos testes os resultados foram satisfatórios com um fly-back retirado de uma TV Philips de 20 polegadas, e a separação entre os elementos que devem descarregar a alta tensão nos insetos foi de 0.8 centímetro, lógico que pode variar em função do tipo de fly-back, por isso é recomendável que seja montado o circuito eletrônico antes de fazer a armadilha.

 

Postagens relacionadas
  • Faróis Apagados?
  • Proteja Portas e Janelas
  • Fazer Bengala Eletrônica
  • Lâmpada de Corredor ou Escada
  • Sem Pânico Para Idosos (P2)
  • Sem Pânico Para Idosos (P1)
  • Posts mais acessados
  • Teste de Bateria (14532)
  • Antena Para Celular (12042)
  • Amplicador 60 W RMS (9583)
  • Os Gatos & Dúvidas (8153)
  • Ganhar na Loto Fácil? (5803)
  • Utilize a busca para encontrar o tema de seu interesse.
    Pense no meio ambiente antes de este link.   Dúvidas? Acesse o Fórum