• Versão Mobile
  • Reforçador Controle Remoto

    Circuito Eletrônico de Reforçador de Potência Para Controle Remoto

    Controle remoto todo mundo conhece, todo mundo tem todo mundo sabe como funciona, o que muita gente não sabe é que o alcance depende da potência de emissão e da eficiência na recepção, ou seja, da sensibilidade do receptor em entender os sinais que são emitidos pelo transmissor.

    Ocorre que a potência do controle remoto seja de 315 megahertz, 433 megahertz ou de 860 megahertz normalmente tem uma potência muito baixa, então alcance geralmente não passa dos 15 a 20 metros, no máximo 25 metros se não tiver nenhum obstáculo.

    Fazendo uma boa calibragem na bobina de recepção da estação receptora do controle remoto, é possível obter um bom ganho, e aí a gente consegue 150, talvez 200 metros de distância só mexendo na recepção, ou melhor, mexendo na sensibilidade da recepção.

    Mesmo assim, às vezes o alcance ainda é insuficiente, então teoricamente não haveria mais o que ser feito, mas há jeito sim, que é fazer uma etapa adicional de saída para amplificar o sinal de radiofrequência que é emitido e assim obter o maior alcance.

    Como a gente sabe, a economia da bateria do controle remoto é grande, isso é devido justamente a minúscula potência emitida.

    Então, se a gente vai usar um recurso de aumentar a potência vai precisar de mais energia, por isso é recomendável não usar a bateria original do controle remoto, que além de cara, as vezes é rara no comércio especializado, e se compra cada porcaria de bateria…….

    Dependendo da aplicação, uma fonte de 12 volts ou uma bateria de 12 volts com maior capacidade em amperagem, de preferência, bateria recarregável para deixar ligado direto, perde-se a mobilidade do controle mas vai ganhar em distância de do controle perdendo dessa forma a mobilidade mas ganhando o alcance.

    Claro que quem usa o controle no carro pode usar a bateria do carro, podendo abrir a porta da garagem a partir de uma distância maior evitando ter que ficar parado em frente a porta da garagem minimizando os riscos relativos à segurança.

    A minha proposta é criar um circuito adicional que é ligado na saída do transmissor do controle remoto e assim aumentar a potência de saída, o consumo se torna um pouco maior mas o alcance se torna bem maior.

    Isso tudo sem alterar em nada o funcionamento do controle remoto, pois a bateria (ou fonte) é ligada exatamente nos respectivos pólos positivo e negativo da alimentação do controle remoto.

    Lembro que haverá aumento de consumo e a bateria original do controle remoto vai durar apenas 30% do que dura em condições de uso de fábrica, por isso é preciso prever uma fonte de alimentação adicional.

    O esquema do circuito eletrônico é simples e é mostrado na imagem abaixo, no esquema o elemento principal é um transistor do tipo GaAs FET, esse transistor é o CLY5, fazem parte do circuito dois capacitores ajustáveis, conhecidos como trimmer, os valores são de 2 a 20 pF, 3 capacitores de 18 pF cada um, e duas bobinas com 12 voltas de fio 32 AVG (L1, L2).

    As bobinas não existem comercialmente, elas devem ser enroladas pelo interessado, são 12 voltas de fio sobre uma broca de 3mm, ou seja, a broca de 3mm que vai servir de base para enrolar a bobina.

    O transistor CLY 5 tem altíssima impedância de entrada, por isso não atenua o sinal emitido, e optei por não polarizar o CLY5 para ele não esquentar quando não está em uso, além de proteger o transistor economiza-se energia, pois só haverá consumo quando o botão do controle remoto for pressionado.

    O transistor CLY 5 tem o encapsulamento SOT-223, cuidado na soldagem, é para montagem em superfície e o soldador deve estar aterrado para proteção do transistor.

    Uma feita a montagem, basta ligar a saída de antena do controle no C5, ligar a alimentação e utilizar normalmente.

    O ajuste de potência é feito em C4 e C2, use chave de fenda de plástico pois material ferroso altera os campos magnéticos causando erros de precisão.

    Para saber a potência do sinal emitido existe a possibilidade de usar um frequencímetro com medidor de intensidade de campo, um medidor de intensidade de campo simples ou algum equipamento mais profissional de medição de intensidade de radiofrequência.
    Outra possibilidade é na base da tentativa, é justamente o que a maioria faz e depois critica os projetos dizendo que não funciona porque não tiveram a possibilidade de ver o que os instrumentos de medição mostram.

    Gravei um pequeno vídeo pode ser visto abaixo (no final do texto) e que mostra a diferença entre o controle remoto emitindo sinais sem o reforçador e a emissão de sinais com o reforçador.

    Note que dá para ver uma boa diferença entre o tipo de emissão de fábrica e o tipo de emissão com o reforçador, e conforme eu disse, com o aumento de potência também há o aumento de consumo de energia.

    Postagens relacionadas
  • Aquecedor Por Indução
  • Pisca-Alerta Adicional
  • Faça Seu Controle Remoto
  • Gerador de Onda Triangular
  • Bloqueador Sinal Wifi
  • Amplificador 18 dBm UHF
  • Posts mais acessados
  • Teste de Bateria (67444)
  • Gerador Números Celular (55743)
  • Antena Para Celular (43807)
  • Amplicador 60 W RMS (32617)
  • O Perigo dos Choques (31259)
  • Utilize a busca para encontrar o tema de seu interesse.
    Pense no meio ambiente antes de este link.