Bobinas e Freqüências

Nas montagens caseiras, geralmente por hobby, para as frequências na faixa comercial de FM, o numero de espiras da bobina osciladora e ou do circuito tanque depende também do diâmetro da bobina, para FM na faixa comercial o normal é utilizar como parâmetro oito milímetros, eu não fico me batendo na medida, utilizo uma broca de 8 milímetros ou um lápis escolar comum como medida para enrolar a bobina.

Com bobinas de núcleo de ar com um centímetro de diâmetro e com três espiras certamente que o transmissor vai funcionar, mas o rádio de FM pode não captar o sinal, dando a impressão que o circuito não está funcionando, o motivo é que as frequências que rádios de FM (comerciais) sintonizam as frequências que vão de 88 MHz a 108 MHz, por isso não captam a freqüência onde o transmissor está operando, caso ele transmita fora da faixa comercial.

Vai funcionar com apenas três espiras com um centímetro de diâmetro conforme já citei, mas repito que o sinal pode não ser captado pelo rádio de FM, esse é o motivo de seguir o tradicional no que diz respeito à especificação das bobinas, o normal é que as bobinas para operar na faixa de FM comercial tenham quatro espiras com núcleo de ar com diâmetro de oito milímetros e a bobina deve ficar com oito milímetros de comprimento, isso porque a bobina recomendada não existe comercialmente, e a quantidade de mH se aproxima muito do ideal com a bobina de 4 espiras com núcleo de ar com diâmetro de 8 milímetros e com 8 milímetros de comprimento.

Como sugestão, pode sim ser experimentadas bobinas com três, quatro, ou cinco espiras, pois em circuitos de radiofrequência  os cálculos são feitos sempre para circuitos ideais, mas na prática existem indutâncias e capacitâncias parasitas que não são incluídas nos cálculos.

Para quem gosta de utilizar outras frequências para testar transmissores, fica um pouco mais complicado, pois o ideal é que o montador tenha um receptor previamente montado para testar os transmissores.

Uma ideia é utilizar aparelho de rádio amador de banda corrida, daí sim, fica fácil utilizar praticamente qualquer freqüência desejada, mas é bom lembrar que transmissores com frequências menores de 30 MHz com modulação em freqüência não ficam lá essas coisas, é mais prático e viável utilizar modulação em amplitude, como é o caso da maioria dos transmissores de FM em miniatura com milhares de esquemas de circuitos pela internet, e também como é o caso dos carrinhos de rádio controle que operam em 49 MHz.

Existem muitos simuladores de circuitos eletrônicos, o inconveniente é que os simuladores não consideram as indutâncias e capacitâncias parasitas que irão existir no circuito depois de montado.

Existe um campo muito grande de aplicações na área de circuitos de radiofrequência  desde um pequeno circuito de rádio controle até o acionamento de cargas de alta potência como motores elétricos.

É totalmente possível realizar qualquer projeto desde que o circuito esteja correto, claro que para cada aplicação existe um grau de complexidade e o sucesso ou não da montagem depende também dos conhecimentos teóricos e práticos do montador.

Postagens relacionadas
  • Direcional Para 5.8 GHz
  • Teste de Módulos de RF
  • Módulos de RF 433 MHz
  • Celular Nos Confins
  • Bloqueadores de RF
  • As Ondas de Rádio
  • Posts mais acessados
  • Teste de Bateria (14748)
  • Antena Para Celular (12193)
  • Amplicador 60 W RMS (9684)
  • Os Gatos & Dúvidas (8261)
  • Ganhar na Loto Fácil? (5872)
  • Utilize a busca para encontrar o tema de seu interesse.
    Pense no meio ambiente antes de este link.   Dúvidas? Acesse o Fórum