As Conexões Bluetooth

Quando se fala em transmissão, pode ser transmissão com fios ou sem fios, de qualquer modo, a ideia de transmitir áudio, vídeo ou qualquer tipo de dados, sejam eles dados analógicos ou dados em formato digital é fascinante, comprar feito já é legal, imagine montar alguma coisa relacionada.

Este texto aborda especificamente o sistema Bluetooth de forma básica, uma vez que é uma tecnologia que opera em freqüência de UHF e montar aparelhos transmissores para frequências tão elevadas não é coisa para iniciantes.

A história nos conta que Harald Bluetooth foi o rei da Dinamarca no final dos anos 900, e enquanto vivo, conseguiu unir a Dinamarca e parte da Noruega num reino e então introduziu o Cristianismo na Dinamarca, e lá mesmo ele deixou um grande monumento, a pedra rúnica Jelling em memória de seus pais.

Bluetooth morreu em 986 durante uma batalha com seu filho, Svend Forkbeard, a escolha desse nome para o padrão indica apenas a importância das empresas dos países como a Dinamarca, Suécia, Noruega e Finlândia para a indústria das comunicações, mesmo que o nome em si não traga nada de informação sobre a tecnologia Bluetooth  acredito que pelo fato de ter unido a Dinamarca e parte da Noruega, os criadores da conexão Bluetooth pensaram na união de dispositivos.

Mas afinal de contas, como é o funcionamento do Bluetooth?

A rede Bluetooth transmite dados via ondas de radiofrequência de baixa potência, ela se comunica entre as frequências de 2,402 GHz a 2,480 GHz, essa banda de freqüência é chamada de ISM, e por acordo internacional foi reservada para o uso de dispositivos industriais, científicos e médicos.

Uma grande quantidade de dispositivos que são utilizados no nosso dia a dia utiliza essa mesma faixa (banda) de freqüência de rádio, são babás eletrônicas, controles remotos de portas de garagem e os mais novos telefones sem fio usam as frequências na banda ISM, e garantir que todos esses dispositivos Bluetooth não interfiram entre si é parte fundamental do processo.

Uma das formas pelas quais os dispositivos Bluetooth não causem interferência em outros sistemas é transmitir com potência final fraca, a potência final de um dispositivo Bluetooth é de aproximadamente um miliwatt.

Para fazer um comparativo entre potências, os aparelhos celulares com maior potência transmitem com potência final três watts, isso os mais potentes, a média é de meio watt.

No Bluetooth baixa potência limita o alcance de um dispositivo Bluetooth a aproximadamente 15 metros, com uma distância tão pequena de alcance, também fica reduzida a possibilidade de interferência entre um sistema de computador e um telefone portátil, mesmo que estejam no mesmo ambiente.

Mesmo com a baixa potência de operação, ao contrário do controle remoto que opera no infravermelho, o Bluetooth não precisa ser apontado diretamente entre os dispositivos que se comunicam, além disso, as paredes de uma casa não causam tanta atenuação do sinal Bluetooth  são essas as principais características que o tornam o padrão útil para o controle de vários dispositivos em diferentes ambientes.

O Bluetooth pode se conectar com até oito dispositivos simultaneamente, com todos esses dispositivos no mesmo raio de 15 metros e não irá acontecer interferência mútua.

O Bluetooth usa a técnica chamada salto de freqüência de espalhamento espectral, que praticamente impossibilita que mais de um dispositivo transmita na mesma freqüência ao mesmo tempo, utilizando essa técnica, um dispositivo usa 79 frequências individuais escolhidas aleatoriamente dentro de uma faixa designada, mudando de uma para outra com regularidade.

No caso do Bluetooth  os transmissores alteram as frequências 1.600 vezes por segundo, isso significa que muitos dispositivos podem utilizar totalmente uma fatia limitada do espectro de rádio.

Como todos os transmissores Bluetooth usam automaticamente a transmissão de espalhamento espectral, é pouco provável que dois transmissores compartilhem a mesma freqüência simultaneamente.

Essa mesma técnica diminui o risco da interferência em telefones portáteis ou babás eletrônico nos dispositivos Bluetooth  e mesmo que aconteça a interferência, ela dura somente uma fração de segundo.

Quando dispositivos com Bluetooth entram na faixa um do outro, uma comunicação ocorre para determinar se eles possuem dados compartilháveis ou se um deve controlar o outro.

O usuário não precisa pressionar nenhum botão ou dar qualquer comando, a comunicação acontece automaticamente, e assim que a comunicação termina os dispositivos formam uma rede, sejam eles parte de um sistema de computadores ou um conjunto estéreo.

Os sistemas Bluetooth criam uma rede de área pessoal (PAN), ou piconet, que pode ter alcance de apenas uma sala ou uma distância não maior que a distância entre o celular no cinto e o Headset na cabeça.

Assim que uma conexão (piconet) é estabelecida, os dispositivos saltam entre as frequências aleatoriamente juntos para permanecer em contato uns com os outros e para evitar que outras conexões que possam estar operando no mesmo ambiente ocupem a mesma freqüência de operação.

Postagens relacionadas
  • Direcional Para 5.8 GHz
  • Teste de Módulos de RF
  • Módulos de RF 433 MHz
  • Celular Nos Confins
  • Bloqueadores de RF
  • As Ondas de Rádio
  • Posts mais acessados
  • Teste de Bateria (14140)
  • Antena Para Celular (11765)
  • Amplicador 60 W RMS (9414)
  • Os Gatos & Dúvidas (7961)
  • Ganhar na Loto Fácil? (5686)
  • Utilize a busca para encontrar o tema de seu interesse.
    Pense no meio ambiente antes de este link.   Dúvidas? Acesse o Fórum