• Versão Mobile
  • Resistores de Precisão

    Nas resistências de precisão o significado de cada uma das cinco faixas é explicado a seguir, mesmo que seja pouco utilizado pelos hobbystas, é interessantes ter o conhecimento de como é feita a identificação dos valores:

    A 1ª, 2ª e 3ª faixas indicam os três primeiros algarismos do valor nominal da resistência, na ordem de leitura de onde se começa a contagem, ou seja, do lado do corpo da resistência onde a faixa está mais próxima do final do corpo da resistência.

    A 4ª faixa indica o fator multiplicativo do valor nominal da resistência.

    A 5ª faixa indica a tolerância do valor nominal da resistência, que neste caso pode ser 0.5%, 1%, 2% e 5%.

    Na figura abaixo é apresentado um exemplo de uma resistência de precisão cujas faixas apresentam as seguintes cores:

    1ª faixa: marrom (1)

    2ª faixa: preto (0)

    3ª faixa: preto (0)

    4ª faixa: marrom (quantidade de zeros a acrescentar, nesse exemplo 1)

    5ª faixa: ouro (5%)


    Trata-se assim de uma resistência de 1.000 ohms com 5% de tolerância.

    Note um detalhe, a contagem é feita pela lado onde os anéis ou faixas estão mais próximos do final do corpo da resistência.

    Na hora de soldar a resistência, não é preciso observar qual terminal deve ser soldado em qual lado, ou seja, não precisa observar a posição de soldagem.

    A 1ª faixa indica o primeiro algarismo do valor nominal da resistência, no exemplo citado é 1, pois marrom vale 1.

    A 2ª faixa indica o segundo algarismo do valor nominal da resistência, no exemplo citado é 0, pois preto vale 0.

    A 3ª faixa indica o terceiro algarismo do valor nominal da resistência, no exemplo citado é 0, pois preto vale 0.

    A 4ª faixa indica o fator multiplicativo do valor nominal da resistência, ou como meio de facilitar as coisas, a quantidade de zeros que deve ser acrescentada aos três primeiros algarismos, no exemplo é preto, portanto, 1 zero a ser acrescentado, então temos: 1 (da 1ª faixa), 0 (da 2ª faixa), 0 (da 3ª faixa) e a quantidade de zeros a acrescentar (da 4ª faixa), preto vale 1, então acrescentaremos apenas 1 zero, sendo assim 1.000 ohms, ou seja 1K0 ohms.

    A 5ª faixa indica a tolerância do valor nominal da resistência, a qual pode tomar valores típicos de 0.5%, 1%, 2% e 5%.

    Agora atente para um detalhe: 10.000 ohms é o mesmo que 10K ohms, e também é o mesmo que 10K0 ohms, como pode ser observado, o código de cores e a interpretação é a mesma, mas a forma de dizer o valor da resistência, embora de forma diferente, tem o mesmo significado, pois 1.000 ohms é igual a 1K ohms, e 1K0 também é igual a 1.000 ohms.

    Na tabela abaixo indica a gama completa dos valores nominais estandardizados para as resistências de carvão, a chave para a interpretação da tabela é a seguinte:

    a) A gama com tolerância de 5% existe para todos os valores indicados

    b) A gama com tolerância de 10% só existe para os valores sublinhados

    c) A gama com tolerância de 20% só existe para os valores a cheio

    A tabela abaixo mostra o código de cores a ser utilizado para identificar resistências de precisão.

    Postagens relacionadas
  • Retificadores e Nomenclaturas
  • Assim Surgiu a Eletrônica
  • Repelente Não Funciona
  • A Corrente é …..
  • Excesso de Corrente
  • Porque Não Atendo
  • Posts mais acessados
  • Teste de Bateria (67045)
  • Gerador Números Celular (55463)
  • Antena Para Celular (43647)
  • Amplicador 60 W RMS (32385)
  • O Perigo dos Choques (31016)
  • Utilize a busca para encontrar o tema de seu interesse.
    Pense no meio ambiente antes de este link.