Teoria da Relatividade

A Quantidade de Fatos Que Observo e Que Vem Contra os Meus Princípios

Discute-se por várias coisas, estamos enrolados em todo tipo de assunto, falamos sobre tudo e principalmente sobre assuntos relacionados à tecnologia, negócios, problemas no lar, problemas no trânsito, e outros temas em geral, mas por incrível que pareça, as coisas mais simples são esquecidas.

É raro sentar-me à mesa de um bar, na verdade sou muito impaciente e fico irritado com a quantidade de fatos que observo e que vem contra aos meus princípios.

Não importa o lugar, em todo canto assisto a cenas desagradáveis, são filhos ou netos respondendo aos pais ou avós e esses nada fazem, na verdade já perderam o respeito dos próprios descendentes.

Não é saudosismo, mas eu sou do tempo em que o simples passar em frente a duas pessoas que conversavam era motivo para pelo menos uma conversa séria quando a visita fosse embora.

Nos semáforos vejo jovens mal vestidos pedindo dinheiro que segundo dizem é para comprar comida, o que nem sempre é verdade, além disso, sou da opinião que a miséria que existe não é por falta de oportunidade, é por falta de vontade, na minha infância passei muita necessidade e nunca ninguém deu nada.

Hoje em dia o cara engravida uma mulher pensando no “salário natalidade”, pô meu, o governo paga para fazer filho, e cada novo filho mais pagamento, a verdade é que o governo sustenta muitos vadios sob o pretexto de acabar com a miséria.
Não sei quem é o autor, mas desde criança aprendi uma frase que é simplesmente fantástica e verdadeira, a frase é a seguinte: Se deres um peixe para um faminto terás saciado a fome dele naquele dia, mas se ensiná-lo a pescar, ele pescará o seu próprio alimento no dia que precisar.

Por outro lado, é difícil a gente ver pessoas idosas pedindo coisas, simplesmente porque a grande maioria dos idosos tem princípios morais, em bom português, é o mesmo que dizer que os idosos tem vergonha na cara, mas para esses que trabalharam para ter uma aposentaria decente é preciso entrar na justiça, o que nem sempre está ao alcance de todos.

Sou a favor de ajudar por três meses, que adotem as mesmas regras do seguro desemprego, é apenas um exemplo, mas só teria direito a benefício quem tivesse contribuído, mas o que fazem é dar bolsa esmola humilhando ainda mais aqueles que não tem iniciativa para crescer na vida e ficam esperando que as coisas desçam suavemente de paraquedas.

Outro motivo do crescimento dessa ajuda que chamam de bolsa-qualquer coisa é a possibilidade de desvio, imagino que a cada 100 reais que alguém recebe outros 100 são embolsados pelos gerenciadores do sistema.

E não me venham com conversa de que o povo precisa dessa ajuda, talvez precise mesmo, mas por falta de empenho pessoal de cada um e pela falta de competência dos administradores da nação que há décadas não incentivam trabalhadores a produzir.

Não esquecendo que também não existem incentivos fiscais para empresários, na verdade, muitos trabalhadores de muitas empresas preferem se esconder em horário de trabalho piorando ainda mais as coisas.

A conclusão que chego é que posso aplicar a teoria da relatividade, e pode ser até engraçado, e posso dizer que um fio de cabelo não é nada, mas depende do lugar onde ele está.

Um fio de cabelo na cabeça de um careca não é nada, mas se o fio de cabelo estiver na minha sopa o apetite já foi para o espaço.

Postagens relacionadas
  • O Marketing Com WhatsApp
  • WhatsApp Seguro
  • WhatsApp Localiza Usuário
  • Trocando SMS Grátis
  • Smartphone como Rastreador
  • Como configurar Câmeras IP
  • Posts mais acessados
  • Teste de Bateria (44527)
  • Gerador Números Celular (38826)
  • Antena Para Celular (32279)
  • Amplicador 60 W RMS (23648)
  • Os Gatos & Dúvidas (22223)
  • Utilize a busca para encontrar o tema de seu interesse.
    Pense no meio ambiente antes de este link.