O Horário de Verão

O Brasil é um país quase que totalmente localizado entre o equador e o trópico, por isso a prática do horário de verão não tem o menor sentido, mas como no Brasil tem cabeça de bagre que pensa é muito sabido, foi adotado e imposto sob a alegação de economia de energia, na verdade, imposto politicamente.

Defendiam uma economia de 5%, enquanto que o resultado real não atingiu nem 0,5% e isso é devido a muitos fatores, como por exemplo, a menor necessidade de aquecimento dos chuveiros.

No Brasil, o dia 22 de dezembro é o dia mais longo do ano, e com a implantação do horário de verão temos apenas uma hora e vinte minutos de acréscimo entre o nascer e o pôr do Sol e o nosso crepúsculo nunca ultrapassa os 20 minutos, já que estamos praticamente sobre o trópico de Capricórnio, que passa pela cidade de São Paulo.

Eís a história do horário de verão:

O chamado horário econômico da luz do dia* foi sugerido pela primeira vez por Benjamin Franklin em 1784 e é adotado entre os meses de abril e outubro por vários países da Europa e da America do Norte.

O horário de verão, como nós o chamamos é uma variação do horário legal, adotado para cada fuso horário.

Tem como referência o tempo local, adiantado em uma ou duas horas inteiras, foi adotado pela primeira vez durante a I Guerra Mundial por vários países, incluindo a Inglaterra, Alemanha e Estados Unidos, e foi adotado novamente durante a II Guerra Mundial, e depois disso alguns países mantiveram o procedimento após a guerra.

Foram feitas várias tentativas de adiantar os relógios gradualmente, a fim de evitar reações fisiológicas, mas geraram muita confusão, então, a partir de 1986, nos Estados Unidos foi criada uma legislação especial que fixou as alterações de horário no último domingo de março e no último domingo de outubro.

Mas veja você, que os países situados em altas latitudes, acima dos 40º, como é o caso na Europa, têm os dias muito aumentados, devido aos horários de nascer e pôr do Sol e aos crepúsculos longos.

Na França, que está no centro da Europa, em junho o dia começa a clarear por volta das três da madrugada e só escurece às 22 horas.

Ou seja, o dia tem quase 20 horas, e nestes países sim, o período de luminosidade é melhor aproveitado, com a adoção do horario de verão.

Isto acontece porque a inclinação do eixo da Terra para as altas latitudes gera um aumento de mais de quatro horas entre o nascer e o pôr do Sol, pois o Sol fica visível por quase 16 horas.

Outro fator que contribui para o dia mais longo é a duração do crepúsculo, pois como o Sol cruza o horizonte em um ângulo muito menor, existe quase duas horas de luz até que fique realmente escuro, o mesmo acontece no amanhecer, acrescentando mais quatro horas a um dia já grande.

No Brasil, o horário de verão serve mesmo é para funcionários públicos sairem mais cedo e curtir uma praia todos os dias.

Caro internauta, que tal mandar os criadores do horário de verão no Brasil trabalhar numa parede do lado externo de um prédio bem na hora do meio dia num dia de sol forte, ou quem sabe, as duas horas da tarde no horário de verão, varrer
uma rua no sol escaldante.

É claro que os políticos e ricaços não fazem isso, então o pau escorrega mesmo é nas costas do ricaço e entra mesmo é no fiofó do mais pobre.

E viva o Brasil, e acabem com essa coisa que chamam de horário de verão, baita palhaçada.

* daylight saving time

Postagens relacionadas
  • Compartilhando Internet
  • Você é Infiel?
  • Está no Cadastro?
  • Dezenas Loto Fácil
  • Esquema Loto Fácil
  • Trocar Foto do Perfil
  • Posts mais acessados
  • Teste de Bateria (14140)
  • Antena Para Celular (11765)
  • Amplicador 60 W RMS (9414)
  • Os Gatos & Dúvidas (7959)
  • Ganhar na Loto Fácil? (5686)
  • Utilize a busca para encontrar o tema de seu interesse.
    Pense no meio ambiente antes de este link.   Dúvidas? Acesse o Fórum