Característica Porta LPT

A porta paralela é conhecida como a porta da impressora ou a porta LPT, esta porta tem canais de comunicação que enviam sinais que saem do computador, e todos sinais ao mesmo tempo, por isso o termo paralelo.

Na maioria dos computadores pessoais (PC), podem existir até três portas paralelas, geralmente chamadas de LPT1, LPT2 e LPT3.

Para os novos computadores iMac da Apple Computers todos os computadores têm pelo menos uma porta paralela, que é normalmente chamada LPT1.

Na época dos dinossauros, quando o PC XT era quem reinava, a porta paralela vinha na placa controladora de vídeo, que era CGA ou Hércules, talvez você seja tão novo que nem saiba do que estou escrevendo, mas era assim mesmo.

Com a chegada dos controladores de vídeo VGA, foram incorporadas as unidades controladoras, era a placa multifunções (famosa na época), que controlava os discos, disquetes, unidades de CD-ROM, portas seriais, e portas paralelas.

Quando apareceu o Pentium, mudou tudo novamente, foram deixadas de lado as placas multifunções, e todas as funções que elas executavam foram incorporadas na placa principal do sistema, ou placa mãe, era o início da quinta geração dos computadores.

Como na maioria das saídas, os terminais das portas paralelas só podem lidar com sinais digitais de tensão, cujos valores são de estados altos ou baixos.

Quando há tensão no pino de saída, ele assume uma lógica, mesmo com baixa voltagem (5 volts), o estado de alto ou baixo é assumido, e espera um novo comando para continuar no mesmo estado ou mudar de estado.

É perfeito, mas cada pino pode drenar no máximo de 50mA, o que é insuficiente para ligar ou desligar qualquer tipo de carga potente, mas é o suficiente para acender um LED.

Para verificar o estado dos pinos na porta paralela, basta digitar um número positivo inteiro de 8 bits no mesmo sentido.

Os dados do pino 0, que está fisicamente ligado ao terminal 2 assume o peso 1, isto é pouco peso de dados a partir dessa porta, mas se fizermos com que os terminais 4, 6, 8 e 9 da porta paralela sejam ligadas deixando os outros, juntam-se os valores correspondentes aos pinos e são enviados os resultados para o controle da porta, neste caso, os dados enviados seriam 4 + 16 + 64 + 128, que tem como resultado 212.

Ligando todos os pinos o valor é 255, enquanto que todos desligados o valor enviado é 0.

Normalmente o endereço da porta LPT1 é 378, da porta LPT2 geralmente o endereço é 278 e LPT3 quase sempre tem o endereço 3BC, obviamente que depende de como o hardware está configurado.

A partir dessas informações, que embora sejam básicas, é possível construir um circuito para manipular cargas de alta potência, que dependendo das características do circuito pode passar dos 10.000 watts.

As possibilidades são painéis luminosos, portas de garagem, praticamente qualquer tipo de aparelho pode ser controlado, acesse o link Potência e Portas LPT.

O circuito sugerido é para apenas um canal, para montar um sistema de canais, devem ser repetidas tantas vezes quanto forem necessários os canais, e lembre-se que apenas um circuito pode ser ligado em cada pino da porta paralela.

Observe que este tipo de circuito trabalha direto na rede de 220 volts, qualquer erro, além de causar sérios danos ao computador, pode causar danos ao seu corpo.

Deve-se ter muito cuidado durante a montagem e verificar tudo muito bem antes de ligar, sempre é melhor ter mais alguns segundos para ver e revisar todas as conexões novamente.

Postagens relacionadas
  • Compartilhando Internet
  • Os Cuidados Com o PC
  • Memórias e Flip-Flops
  • Os Primeiros PCs
  • Docs Compatilhados
  • Qualquer Um Pode Sim
  • Posts mais acessados
  • Teste de Bateria (44844)
  • Gerador Números Celular (39164)
  • Antena Para Celular (32428)
  • Amplicador 60 W RMS (23760)
  • Os Gatos & Dúvidas (22372)
  • Utilize a busca para encontrar o tema de seu interesse.
    Pense no meio ambiente antes de este link.