As Armas de Choques

A eficiência das armas de choque variam dependendo do modelo de arma, do tamanho do corpo do agressor e da resistência e determinação do agressor.

Isso também depende de por quanto tempo é mantida a arma de choque no agressor.

Se a arma tiver seu gatilho apertado por meio segundo, uma dolorosa sacudida vai assustar o agressor, se tiver seu gatilho apertado por um ou dois segundos, ele deverá ter espasmos musculares e ficar bem confuso.

Se o gatilho ficar apertado por mais de três segundos, o agressor vai ficar desequilibrado e desorientado, e vai perder o controle muscular, mas é bom lembrar que existem agressores com certa resistência física e podem continuar sua ação, apesar do choque.

A idéia básica da arma de choque é interromper o sistema de comunicação entre o cérebro e os músculos, por isso as armas de choque são projetadas para produzirem uma carga elétrica de alta-tensão e baixa corrente, para simplificar, isso significa que a carga tem muita pressão por trás, mas não tanta intensidade.

Quando é pressionada a arma de choque contra um agressor e segura-se o gatilho, a carga passa para o interior do corpo dele, e desde que a arma produza tensão suficiente, a carga passará através de roupas e da pele, mas com corrente em torno de 3 mili-ampères, mas uma carga de 3 mili-ampères não é intensa o suficiente para causar danos ao corpo do agressor, mas envia muitas informações confusas para o sistema nervoso do agressor, isso faz com que algumas coisas aconteçam:

1) A carga se combina a sinais elétricos do cérebro do agressor, isso é como inserir uma corrente espúria em uma linha telefônica, se isto acontece o sinal original é misturado com o ruído aleatório, tornando muito difícil ou até impossível decifrar qualquer mensagem, e quando essas linhas de comunicação falham, o agressor tem muita dificuldade para informar através do cérebro para seus músculos se moverem, por isso ele fica confuso e desequilibrado, e então ele fica parcialmente paralisado por um certo tempo.

2) A corrente pode ser gerada com uma freqüência de pulso que imita o sinal elétrico do próprio corpo, nesse caso, a corrente informará aos músculos do agressor para fazer bastante esforço em um curto período de tempo, mas o sinal não direciona o esforço a nenhum movimento específico, e então o esforço não resulta em nada, mas esgota as reservas de energia do agressor, deixando ele muito fraco para se mover, o que é o ideal.

De uma maneira mais básica, para incapacitar uma pessoa com uma arma de choque é só aplicar eletricidade aos músculos e nervos, e como existem músculos e nervos em todo o corpo, não importa onde exatamente onde o agressor é atingido.

Postagens relacionadas
  • Eletricidade e Segurança.
  • Gerar e Usar a Energia
  • Gerar Energia Infinita
  • Eletricidade e Eletrônica
  • Economia Sem Gato
  • Transformadores de Tensão
  • Posts mais acessados
  • Teste de Bateria (14532)
  • Antena Para Celular (12042)
  • Amplicador 60 W RMS (9580)
  • Os Gatos & Dúvidas (8153)
  • Ganhar na Loto Fácil? (5803)
  • Utilize a busca para encontrar o tema de seu interesse.
    Pense no meio ambiente antes de este link.   Dúvidas? Acesse o Fórum